Piauí

Atendimento a vítimas de arma de fogo aumentam mais de 30% no HUT

Somente este ano, foram atendidas 468 vítimas de arma branca e 319 de arma de fogo.
  • MARCOS CUNHA
26/05/2017 18h17 - atualizado

O Hospital de Urgência de Teresina divulgou mais um dado preocupante sobre a violência na cidade. Somente primeiro quadrimestre deste ano, o atendimento às pessoas vítimas de arma de fogo aumentou 30,7% e às de vítimas de arma branca 32,6%, se comparados com o mesmo período de 2016.

Segundo o levantamento, foram atendidas 468 vítimas de arma branca, 319 vítimas de arma de fogo, 175 espancamentos e 68 por outros meios. Considerando todos os motivos de entrada de pessoas vítimas de agressão física no Hospital, o aumento foi de 11,3%.

De acordo com Gilberto Albuquerque, diretor geral do HUT, esse tipo de paciente requer um atendimento rápido e especializado. “Esses pacientes, geralmente, são muito graves e necessitam de atendimento imediato. O HUT possui equipes de plantão 24 horas para o atendimento de pessoas vítimas do trauma. Quanto mais rápido for o atendimento, maior será a chance da equipe de salvar a vida do paciente e, consequentemente, menor será o risco dele ficar com sequelas graves”, explicou.

  • Foto: Street ViewHospital de Urgência de Teresina - HUTHospital de Urgência de Teresina - HUT

O diretor acrescenta que durante os finais de semana e feriados prolongados o atendimento a vítimas de violência aumentam cerca de 30% com relação aos dias normais. “Como já temos essa previsão, nos preparamos para receber essa demanda maior nos finais de semana e feriados. Temos nove salas de cirurgias, contabilizando no final do mês mais de 1.300 cirurgias. Ano passado o HUT foi o hospital do Brasil que mais fez reconstrução de face, com 576 cirurgias. Muitos desses pacientes são vítimas de agressão”, comentou.

Recentemente, foi aberta uma porta exclusiva para pacientes mais graves encaminhados pelas ambulâncias de suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A medida visa acelerar o atendimento e evitar maiores complicações.

Mais na Web