Polícia

Bandido pega 25 anos de prisão pela morte do capitão Adonias Pedreira

Conforme a denúncia do Ministério Público do Piauí, Mateus Rikelme e 2 adolescentes assaltaram o capitão, no momento em que ele chegava em casa. Na ação, o policial foi alvejado com um tiro na cabeça.
29/09/2021 19h47 - atualizado

No último dia 20 de agosto deste ano, a juíza Junia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal de Teresina, condenou Mateus Rikelme dos Santos Matos a 25 anos de prisão pelo assassinato do capitão da Polícia Militar do Piauí, Adonias Pedreira dos Santos Lopes.

Conforme a denúncia do Ministério Público do Piauí, na noite do dia 24 de julho de 2020, no bairro Morro da Esperança, Mateus Rikelme e dois adolescentes assaltaram o capitão Adonias, no momento em que ele chegava em casa, e levaram a arma funcional, carteira e a motocicleta da vítima.

  • Foto: Divulgação/FacebookO capitão Adonias morreu no HUT após 11 dias internado.Capitão da PM, Adonias Pedreira.

De acordo com a denúncia, na ação o policial foi alvejado com um tiro na cabeça e outro no braço. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu 11 dias depois no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Na decisão, a magistrada ressaltou que o crime foi testemunhado por alguns vizinhos, bem como pela esposa e pelo filho da vítima, que reconheceram o acusado.

Segundo a juíza Junia Maria, a materialidade e autoria do crime de latrocínio (roubo seguido de morte) praticado por Mateus Rikelme são incontestáveis haja vista as provas pesarem contra si, havendo o seu reconhecimento pelas pessoas que presenciaram o crime, bem como as confissões dos menores.

Ainda conforme a decisão, Mateus foi condenado a 25 anos e oito meses de reclusão, em regime fechado, pelo crime de latrocínio. Ele deverá cumprir a pena na Penitenciária Irmão Guido. A justiça também negou ao acusado o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web