Geral

Bolsonaro confirma que auxílio será prorrogado até dezembro

De acordo com o presidente, ele não sabe qual será o valor repassado, mas garantiu que o benefício será mantido até o mês de dezembro.
21/08/2020 15h44 - atualizado

Nesta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro confirmou que o auxílio emergencial, criado para ajudar trabalhadores informais e desempregados no período de crise da pandemia da Covid-19, deve ser prorrogado até o mês de dezembro.

De acordo com o presidente, ele não sabe qual será o valor repassado, mas garantiu que o benefício será mantido até o mês de dezembro.

Conforme o presidente, o valor do auxílio de R$ 600 tem um custo mensal de R$ 50 bilhões ao Governo Federal, e destacou que enquanto for possível o benefício será mantido, mas destaca que é preciso ter consciência que “não dá pra ser eterno”.

 "O Auxílio Emergencial foi bem-vindo, mas ele custa R$ 50 bi de reais, e infelizmente não pode ser definitivo, mas vamos continuar com ele, mesmo com valores diferentes, até que a economia possa pegar em nosso país", disse durante o discurso.

Segundo a Caixa, o auxílio emergencial previa o pagamento de três parcelas de R$ 600, sendo prorrogado para mais cinco parcelas em julho e tem contribuído para rendimento dos brasileiros.

Com informações do R7.

Mais na Web