Geral

Bolsonaro diz que Brasil foi o melhor a lidar com a crise na pandemia

O presidente participou na manhã de hoje de uma convenção promovida pela Assembleia de Deus em Brasília.
19/09/2020 15h00 - atualizado

Neste sábado (19), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que espera que o Brasil volte à normalidade ainda em 2020, após os impactos da Covid-19. 

O presidente participou na manhã de hoje de uma convenção promovida pela Assembleia de Deus na Catedral Baleia, nome dado à sede nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira, em Brasília.

Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que não iria se “esconder em um palácio” em meio à crise econômica. "Sempre me criticaram, que eu devia ficar em casa. Não pode num momento difícil, que sua igreja pode atravessar um dia, ou que meu país pode atravessar um dia, eu me esconder num palácio. Eu sou igual a vocês: ou estou na frente e junto, ou não estou fazendo bom papel", afirmou.

O presidente afirmou ainda que o Brasil foi o país que se saiu melhor em relação à economia durante a pandemia.  "Quis o destino também que na área de saúde, aos poucos, ao se deixar de politizar a única alternativa que nós tínhamos, começou-se a salvar mais vidas no Brasil também", afirmou o presidente. Desde o início da pandemia, Bolsonaro é defensor do uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com covid-19, apesar de o medicamento não ter eficácia comprovada contra a doença.

O presidente voltou a argumentar que "pior que uma decisão mal tomada é uma indecisão" e disse que agiu mesmo, segundo ele, limitado por outros poderes. "Eu tive que tomar decisões, mesmo sendo tolhido pelo Poder Judiciário", afirmou. "Se naquela época até mesmo a chacota se fez presente, hoje graças a Deus estamos vendo que estávamos no caminho certo. Se Deus quiser voltaremos a normalidade ainda no corrente ano", disse.

Com informações do R7.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web