Geral

Bolsonaro pretende prorrogar auxílio emergencial até dezembro

O presidente deverá decidir até o fim da semana sobre a continuidade do benefício com pagamentos menores.
20/08/2020 08h30 - atualizado

O presidente Jair Bolsonaro pretende prorrogar o auxílio emergencial até o fim do ano, no entanto com pagamentos menores, a informação é do site do jornalO Globo.

Segundo a publicação, os pagamentos passariam de R$ 600 para R$ 250 por parcela.

Bolsonaro deverá decidir até o fim da semana sobre a continuidade do benefício para os brasileiros de menor renda e trabalhares informais.

Para defender uma suposta redução nas parcelas, o governo informou que o pagamento do benefício é um endividamento e isso poderia gerar consequências prejudiciais ao país no futuro 

Conforme estimativa, o auxílio emergencial de R$ 600 custa cerca de R$ 50 bilhões por mês ao governo. Já uma eventual parcela de R$ 250 representaria um custo de R$ 20 bilhões.

Mais na Web