Geral

"Bolsonaro tem que ser assassinado", diz líder de movimento do PDT

Um suposto jornalista chamado Vinícius Guerrero publicou um vídeo pedindo explicitamente o assassinato do presidente.
  • DA REDAÇÃO
07/08/2019 12h20 - atualizado

Um suposto jornalista chamado Vinícius Guerrero, presidente do Movimento Comunitário Trabalhista do PDT da capital do estado e São Paulo, publicou um vídeo pedindo explicitamente o assassinato do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro e sua família.

“Não tem mais condição de aceitar um bosta como Bolsonaro no poder. Esse cara tem que ser assassinado, ele e a família”, declarou Guerrero.

“Vamos começar a guerra, velho… é isso o que tem que acontecer. Não tem mais condição de aceitar um bosta como Bolsonaro no poder. Esse cara tem que ser assassinado, ele e família, menos a filha que não é política, [mas sim] os políticos da família Bolsonaro pra resumir, os quatro… os três filho bosta [sic] e o próprio pai”, disse jornalista-militante.

Em sua conta no Twitter, Guerrero alegou que foi falsamente taxado como de esquerda e que, na verdade, é um nacionalista.

Publicado originalmente pelo MBL News

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web