Geral

Caixa poderá fazer novas antecipações de saques do auxílio

O prazo de saques da primeira parcela, que seria de 4 de maio a 4 de junho, passou para 30 de abril a 17 de maio.
17/04/2021 09h36 - atualizado

Nessa sexta-feira (16), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que depois de antecipar em duas semanas o saque da primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial, o banco poderá fazer o mesmo com as demais parcelas.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na noite dessa quinta-feira (15), a diminuição do intervalo entre o depósito do auxílio emergencial nas contas poupança digitais e o início da retirada em espécie do benefício. O prazo de saques da primeira parcela, que seria de 4 de maio a 4 de junho, passou para 30 de abril a 17 de maio.

  • Foto: DivulgaçãoAuxílio EmergencialAuxílio Emergencial

Segundo Guimarães, a medida será tomada se o calendário da primeira parcela funcionar bem: “A partir da avaliação do pagamento deste primeiro ciclo, poderemos também antecipar os pagamentos dos Ciclos 2, 3 e 4. Vamos avaliar como será este fluxo de pagamento e, se for como imaginamos, anteciparemos os outros meses”, disse em entrevista coletiva para detalhar a antecipação do calendário de saques.

Diminuição de filas

Para Guimarães, a antecipação foi possível porque a população está cada vez mais movimentando o benefício por meio do aplicativo Caixa Tem, e com isso menos pessoas precisarão sacar o benefício em espécie.

A ferramenta permite o pagamento de contas domésticas, de boletos, compras em lojas eletrônicas e pagamentos com código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de lojas parceiras.

Guimarães explica que a diminuição das filas nas agências, contribuiu para a antecipação do saque: “Primeiro publicamos um calendário, vimos como era a dinâmica de pagamento, tanto pela questão de aplicativo, quanto pela questão de potenciais filas. Percebemos que estávamos muito bem e antecipamos”, comentou.

O presidente da Caixa informou que esse critério também será aplicado para eventualmente antecipar o saque das demais parcelas: “Por toda a maneira como estamos fazendo os depósitos nas contas sociais digitais, antecipamos o ciclo de pagamento. Outros ciclos poderemos antecipar também, dependendo da dinâmica que tivermos nos pagamentos”, acrescentou.

A primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial começou a ser depositada nas contas poupança digitais no último dia 6 e vai até o dia 29, para trabalhadores autônomos e inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Conforme a Caixa, cerca de 10 milhões de beneficiários do Bolsa Família seguem um calendário distinto de saque, nos dez últimos dias úteis de cada mês, e podem sacar o benefício ou transferi-lo para uma conta-corrente imediatamente.

Problemas de acesso

Ainda nessa quinta (15), o aplicativo Caixa Tem registrou 1,1 milhão de operações, com pagamentos que somaram R$ 153 milhões. Quem trocou de aparelho ou de número de celular recentemente, no entanto, precisa ir a uma agência do banco desbloquear o acesso ao aplicativo, e segundo Guimarães, a medida foi tomada para coibir fraudes.

Segundo ele, o desbloqueio é simples, bastando o usuário apresentar um documento de identidade na agência.

“Se o celular for trocado, mas ficar o mesmo número, você pode conseguir fazer o desbloqueio automaticamente pelo aplicativo. Mas, se você trocou o número do celular, por uma questão de evitar fraude, há necessidade de ir à agência. Sabemos que várias pessoas têm o número pré-pago e trocam, mas isso é fundamental para proteger vocês. Quando há alguma desconfiança de fraude, há o bloqueio”, finalizou.

Com informações da Agência Brasil.

Mais na Web