Entretenimento

Cantor Agnaldo Timóteo morre aos 84 anos por complicações da Covid

No último dia 27, Agnaldo precisou ser intubado e neste sábado apresentou piora no estado de saúde. A morte foi confirmada pela família por meio de nota.
03/04/2021 16h09 - atualizado

Neste sábado (03), o cantor Agnaldo Timóteo, de 84 anos, morreu no Rio de Janeiro vítima de complicações provocadas pela infecção da Covid-19.

A morte do cantor foi confirmada pela família por meio de uma nota. Segundo a família, Agnaldo, que estava internado desde o dia 17 de março no Hospital Casa São Bernardo, no Rio de Janeiro, e faleceu por volta das 10h45 de hoje. No último dia 27, Agnaldo precisou ser intubado e neste sábado apresentou piora no estado de saúde.

  • Foto: DivulgaçãoCantor Agnaldo TimóteoCantor Agnaldo Timóteo

"É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do Covid-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha", diz a nota divulgada pela família.

Carreira

Agnaldo iniciou a trajetória como cantor no ano de 1960, quando se mudou de Minas Gerais para o Rio de Janeiro atrás de oportunidades no ramo musical e começou a trabalhar como motorista da cantora Ângela Maria. Em 1961, Agnaldo gravou seu primeiro disco após indicação da cantora.

O cantor ganhou destaque após participar do programa de Jair de Taumaturgo na TV Rio, quando ganhou todos os prêmios do programa e foi contratado pela gravadora EMI-Odeon. Agnaldo alcançou o primeiro lugar nas gravadoras do país ao lançar o álbum “Obrigado Querida”, no ano de 1967, e seu primeiro grande sucesso foi a canção “Meu grito”, de Roberto Carlos.

Consolidado como cantor romântico, Agnaldo Timóteo fez sucesso com as músicas “Ave-Maria”, “Verdes campos” e “A galeria do amor”. Durante a carreira musical, o cantor gravou 50 discos.

Além da carreira na música, Agnaldo Timóteo também teve atuação na política. Em 1982, foi eleito deputado federal no Rio de Janeiro pelo PDT. Foi candidato ao Governo do Estado em 1986 e foi reeleito deputado federal em 1994, mas renunciou dois anos depois para assumir cargo de vereador na cidade do Rio de Janeiro. Já no ano de 2005, Agnaldo assumiu como vereador pelo Progressistas e foi reeleito no ano de 2008.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web