Coronavírus no Piauí

Casos da Covid-19 tem redução entre profissionais do HGV após vacina

Para o diretor do hospital, a única forma de combater a doença é com a vacinação em massa e mantendo as medidas preventivas.
15/03/2021 15h32 - atualizado

O diretor-geral do Hospital Getúlio Vargas, Osvaldo Mendes, informou que após a vacinação dos servidores, o número de profissionais de saúde contaminados pela Covid-19 no hospital já sofreu uma redução significativa.

Para Osvaldo, a única forma de combater a doença é com a vacinação em massa e mantendo as medidas preventivas como uso de máscara, álcool em gel e evitando aglomerações.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital Getúlio Vargas (HGV).Hospital Getúlio Vargas (HGV).

“Na primeira onda do coronavírus, nós chegamos a ter, em um único mês, 197 servidores do HGV contaminados pelo vírus, num total de mais de 500 colaboradores infectados em 2020. Em janeiro deste ano, começamos a vacinação e agora em março muitos deles já receberam a segunda dose. Nesse período, só tivemos sete casos e com sintomas leves. Então, o governador está de parabéns por trazer a vacina porque este é o caminho”, destaca Osvaldo Mendes.

Segundo ele, o HGV e a Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), órgão que gerencia o hospital, ampliou mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesse domingo (14), totalizando 60 leitos somente para pacientes com a Covid-19, mas quase todos estão ocupados.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web