Piauí

Comissão da OAB-PI critica falta de combustíveis em viaturas

O presidente da Comissão de Segurança Pública, João Marcos Parente, disse que a situação é “extremamente lamentável”.
07/02/2019 20h00 - atualizado

A Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí, por intermédio da Comissão de Segurança Pública e Direito Penal, publicou nota ontem (6) comentando sobre a falta de combustíveis em viaturas policiais no estado, o que afeta remoção de presos. O presidente da comissão, João Marcos Parente, disse que a situação é “extremamente lamentável”.

O diretor adjunto da Unidade de Administração Penitenciária (DUAP), Reginaldo Correia Moreira Filho, informou que o transporte de custodiados referentes às audiências criminais da Comarca de Teresina encontra-se suspenso. Por meio de ofício enviado ao juiz de Direito da Central de Inquéritos da capital, ele relatou a impossibilidade de execução das ações.

A OAB afirma que o problema acarreta prejuízos para todas as partes e afeta o Poder Judiciário, “atrasando o curso de procedimentos e sobrecarregando, ainda mais, a estrutura já deficitária de recursos humanos e materiais”.

A nota relata, ainda, que a Comissão está realizando todas as cobranças necessárias para que a situação seja normalizada o mais breve possível, bem como que já está mantendo contato com a Secretaria de Justiça do Piauí para obter respostas imediatas para a sociedade, “que vem a ser a maior prejudicada diante dessa situação”.

Mais na Web