Polícia

"Confio na Justiça e no meu direito de defesa", diz Valter Alencar

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao pré-candidato a prefeito de Teresina, na manhã desta sexta-feira (28).
28/08/2020 10h45 - atualizado

Nesta sexta-feira (28), o presidente estadual do PSC, Valter Alencar, emitiu nota de esclarecimento sobre a Operação da Polícia Federal Tris in Idem, deflagrada em Teresina.

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao pré-candidato a prefeito da capital. Foram cumpridos mandados no portal Clube Sat e na sede do PSC.

  • Foto: ViagoraValter Alencar.Valter Alencar.

"Tal operação trata-se de uma ramificação das investigações que estão ocorrendo no governo do Rio de Janeiro, que é do mesmo partido político. Cabe ressaltar que ocupei um cargo de assessoria no governo de Witzel, no qual estou há mais de um ano afastado, por decisão minha, e por esse motivo a Polícia Federal está cumprindo protocolos no estado do Piauí. Estou tranquilo e colaborando com o trabalho da polícia, que visa combater a corrupção no Brasil", disse o advogado.

Ainda sobre a ação da PF, o empresário afirma que está tranquilo e colaborando com o trabalho da polícia, que visa combater a corrupção no Brasil, em um momento tão complicado de pandemia. "Confio na Justiça e no meu direito de defesa", declarou Valter.

Confira a nota na íntegra:

Valter Ferreira de Alencar Pires Rebelo, presidente estadual do Partido Social Cristão (PSC), vem informar através de nota que foi realizada uma operação padrão de busca e apreensão da Polícia Federal na sede do partido PSC, no Piauí. Assim como no Portal de notícias Clube Sat, apesar de não existir qualquer tipo de ligação societária com esse noticiante. Tal operação trata-se de uma ramificação das investigações que estão ocorrendo no Governo do Rio de Janeiro, que é do mesmo partido político. Cabe ressaltar que ocupei um cargo de assessoria no governo de Witzel, no qual estou há mais de um ano afastado, por decisão minha, e por esse motivo a Polícia Federal está cumprindo protocolos no estado do Piauí. Estou tranquilo e colaborando com o trabalho da polícia, que visa combater a corrupção no Brasil, em um momento tão complicado de pandemia. Confio na Justiça e no meu direito de defesa.

Governador do Rio de Janeiro afastado

Por determinação do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado do cargo hoje devido às investigações de corrupção em contratos da Secretaria Estadual de Saúde.

A Justiça também determinou a prisão do Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Tristão, e do ex-prefeito de Volta Redonda, Sebastião Gothardo Netto, que é médico.

Mais na Web