Coronavírus no Piauí

Coronavírus: Piauí registra 1º caso de variante em paciente de Manaus

Em nota, os órgãos de saúde, informaram que o manauara chegou ao Piauí após 15 dias do primeiro sintoma e não estava transmitindo a doença.
03/02/2021 08h57 - atualizado

O Laboratório Central do Piauí (Lacen) confirmou o primeiro caso da variante do coronavírus em território piauiense.

De acordo com o Governo do Estado, a cepa foi identificada em exame de um dos pacientes que veio de Manaus. O paciente foi monitorado, tratado com o protocolo do Ministério da Saúde, e já teve alta médica.

A confirmação da variante no Piauí já foi comunicada ao Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi).

Ainda segundo o governo, o paciente chegou ao Piauí após 15 dias do primeiro sintoma e não estava transmitindo a doença. O Lacen afirmou que foi feito o exame e constou que o vírus não estava ativo, mas se assemelhava com a variante identificada em Manaus.

Os pesquisadores recomendam um aumento da vigilância sorológica e do genoma para entender a dinâmica da nova linhagem do vírus, sua capacidade de reinfecção e o efeito das vacinas.

Em nota, os órgãos de saúde do Piauí, informaram que foi detectado uma variante do coronavírus, em um paciente de Manaus que estava em Teresina para tratamento. Segundo a divulgação, o paciente em questão já teve alta médica, está curado e já retornou para o Amazonas.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Saúde, a Fundação Municipal de Saúde, a Superintendência do Ministério da Saúde no Piauí, Hospital Universitário da UFPI e o Laboratório Central do Piauí (Lacen), informam que foi detectado em um paciente que veio de Manaus (AM) fazer tratamento de Covid-19 em Teresina, uma variante genérica P1 do Corona Vírus. 

Vale ressaltar que ao chegar em Teresina, o paciente já não transmitia mais a doença, pois apresentou-se com uma forma leve da doença, e já estava com mais de 15 dias do início dos sintomas. Entretanto, foram mantidos todos os procedimentos médicos de isolamento e proteção das equipes de saúde, bem como  foram realizados  testes na equipe que o atendeu e não foi registrada nenhuma infecção e nem transmissão a terceiros. 

O paciente em questão já teve alta médica curado e já retornou para Manaus. 

Todos os órgãos públicos de saúde do país, coordenados pelo ministério da saúde, reafirmam que o auxílio a pacientes do Amazonas é uma ação conjunta, integrada em todo o território nacional, para que o atendimento seja sempre de forma segura e eficiente.

Mais na Web