Piauí

Covid-19: Ministério Público acompanha avanço da vacinação no Piauí

A 12ª Promotoria de Justiça promoveu audiência virtual para dar continuidade às discussões sobre a operacionalização da imunização.
18/06/2021 19h03 - atualizado

Nessa quarta-feira (16), o Ministério Público do Piauí, através da 12ª Promotoria de Justiça de Teresina, promoveu audiência virtual para dar continuidade às discussões sobre a operacionalização da vacinação contra a Covid-19 em Teresina e no Piauí.

A reunião contou com a participação de representantes da Fundação Municipal de Saúde (FMS), do Tribunal de Contas do Estado (TCE), dos Conselhos de Classes e do Conselho de Saúde. Os representantes da SESAPI novamente não compareceram, apesar de notificados.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraVacinação de idososVacinação de idosos

Segundo o órgão ministerial, como cumprimento dos encaminhamentos da audiência passada, o agendamento para a vacinação dos estagiários da educação foi aberto e está sendo realizado pelo site da FMS. Além disso, os laudos apresentados pela população com comorbidade que está sendo imunizada foram entregues ao Ministério Público para que sejam averiguados.

Durante a reunião, foi debatida a decisão do Ministério da Saúde que autorizou que os Conselhos Municipais de Saúde escolham os trabalhadores essenciais para receber 20% das doses de cada novo lote. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que, ao terminar um público, a imunização avançará para o próximo da lista.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) solicitou a lista dos trabalhadores que estão sendo vacinados para acompanhar.

As categorias prioritárias foram definidas em reunião do Conselho Municipal de Saúde, em caráter de urgência. “As reuniões do Conselho Municipal de Saúde são públicas, portanto é importante que estabeleçam um prazo mínimo para ampla divulgação e participação das instituições e da população nas discussões”, frisou o promotor de Justiça Eny Marcos Pontes, representante da 12ª PJ, que também solicitou que a ata da reunião que deliberou a lista de trabalhadores essenciais seja divulgada.

Na reunião também foi discutido sobre a necessidade da etapa de vacinação por idade avançar e uma possibilidade apontada foi que os driver de faixa etária sejam divididos em dois ou mais dias, diante do aumento significativo de pessoas em cada faixa etária.

Mais na Web