Coronavírus no Piauí

Covid-19: MPF pede a Sesapi e a FMS informações sobre leitos de UTI

O órgão ministerial requisitou ao secretário Florentino Neto e presidente da FMS Gilberto Albuquerque informações sobre a quantidade de leitos existentes.
29/01/2021 09h49 - atualizado

O Ministério Público Federal (MPF), através da Procuradoria da Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), requisitou ao secretário Florentino  Alves Veras Neto, gestor da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), e ao presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Antônio Gilberto Albuquerque de Brito, informações sobre a quantidade total de leitos de UTI existentes atualmente no sistema de saúde do estado do Piauí e município de Teresina, públicos e privados, habilitados para tratar os pacientes com covid-19.

Nos ofícios, o procurador regional dos Direitos dos Cidadão, Kelston Lages, autor dos documentos, também requisita informações sobre as providências locais tomadas, bem como junto ao Ministério da Saúde, para a ampliação do número de leitos em razão do aumento do número de casos de covid-19 no estado do Piauí nos próximos meses.

Segundo o órgão ministerial, a preocupação do MPF decorre de notícia amplamente divulgada na imprensa local sobre uma possível ‘explosão’ de casos de covid-19, prevista para a segunda quinzena de fevereiro deste ano.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraMPFMPF

“Queremos saber dos gestores do estado e município quais as providências estão sendo adotadas tendo em vista que a insuficiência de leitos certamente será um fator determinante que comprometerá o tratamento e a salvaguarda da vida das pessoas acometidas pelo novo coronavírus, tanto na capital Teresina como nos demais municípios do estado do Piauí”, alerta Kelston Lages.

O MPF determinou o prazo de cinco dias úteis para que as  respostas sejam apresentadas pelos gestores. 

Mais na Web