Coronavírus no Piauí

Covid-19: Piauí é o 3° estado do Nordeste com menor taxa de letalidade

Segundo a Sesapi, a previsão era que o Piauí chegasse às 18 mil mortes na pandemia, mas devido aos esforços, o estado teve uma quantidade de óbitos nove vezes menor.
23/09/2020 17h06 - atualizado

O Governo do Piauí informou que com base nos dados do painel do Consórcio Nordeste, que acompanha a progressão da doença na região, o Piauí apresenta a terceira menor taxa de letalidade entre os estados nordestinos, apenas 2,24%.

Segundo o painel do monitoramento, o Piauí está atrás somente da Bahia, que apresenta taxa de mortalidade de 2,14% e do Maranhão, com 2,18%. O secretário de Estado da Saúde (Sesapi), Florentino Neto, explica que no início da pandemia a previsão era de que o estado chegasse à casa dos 18 mil óbitos, mas devido aos esforços conjuntos do poder público e da população que seguiu as orientações, foi possível manter uma baixa taxa de letalidade com uma quantidade de óbitos nove vezes menor que a prevista inicialmente.

“Nós lamentamos e nos solidarizamos com cada uma das mais de duas mil famílias que perderam entes queridos para a Covid-19, mas é importante destacar que o enfrentamento precisa continuar. A população precisa seguir os protocolos estabelecidos, além das recomendações de higiene e da etiqueta respiratória, e o governo precisa manter a atenção que já vem prestando a sua população e ao sistema de saúde, garantindo as condições para que todos aqueles que necessitem sejam atendidos devidamente”, disse o secretário.

Nessa terça-feira (22), a Sesapi atualizou os dados da pandemia no estado e consta que o Piauí já registra 92.030 casos da Covid-19 e 2.061 mortes provocadas pela doença. Conforme a Sesapi, entre as ações que contribuíram para os resultados está a estruturação da rede, aquisição de equipamentos, distribuição de EPIs para os profissionais de saúde, além de um acompanhamento constante da realidade do estado no avanço da pandemia.

Conforme o Governo do Piauí, devido aos resultados positivos dessas ações, o estado vem avançando na reabertura gradativa das atividades, entre elas as clínicas de saúde, setores da indústria e comércio ligados a alimentos, setor de hotelaria e mais recentemente a reabertura de algumas atividades do setor educacional, como aulas presenciais somente para alunos matriculados na 3ª série do ensino médio, assim como, para estudantes de turmas pré-Enem e atividades de estágio a partir do 8° período de cursos superiores. A retomada do setor foi autorizada desde o dia 22 de setembro de 2020, respeitando-se os regramentos do Protocolo Específico Nº 042/2020.

“Essas decisões de reabertura foram feitas com base nas análises do COE em relação à realidade do estado e ao avanço da pandemia em seu território. Nós analisamos diariamente os números e as decisões do comitê se baseiam nessas informações. É necessário destacar que cada uma das decisões tomadas tem essa base nas informações reais do Piauí, e o comitê continuará analisando essas informações para definir quaisquer novas decisões que influenciem diretamente no enfrentamento da pandemia”, conclui Florentino Neto.

Mais na Web