Saúde

Covid-19: Vacina brasileira deverá ser testada em humanos em junho

Caso a permissão seja concedida, 360 voluntários participarão das duas primeiras fases, 240 receberão o imunizante e o placebo será aplicado no restante.
05/05/2021 14h37 - atualizado

Em junho deste ano os testes da vacina Versame contra o coronavírus desenvolvida no Brasil deverá ser feito em humanos. A previsão da aplicação do imunizante na população está prevista para o fim do ano.

Conforme a Farmacore, startup de biotecnologia que conta com o apoio da USP e financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação para desenvolver o imunizante, o custo total do projeto é orçado em R$ 340 milhões.

A empresa ingressou com o pedido para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar os testes em humanos nas fases um, dois e três, no último dia 15 de março. Passados dois dias, o órgão requisitou mais documentos que, segundo a fabricante, serão enviados em breve.

Caso a permissão seja concedida, 360 voluntários participarão das duas primeiras fases, 240 receberão o imunizante e o placebo será aplicado no restante. A terceira etapa terá 20 mil participantes.

Conforme a CEO da Farmacore, a empresa pretende iniciar a produção do imunizante em larga escala antes mesmo da aprovação do produto pela Anvisa: “Se tudo correr bem, até o fim do ano a gente pode começar a vacinar”, afirmou Helena. “Tem que começar a produzir lotes comerciais já” completou.

Com informações da Revista Oeste.

Mais na Web