Geral

Covid-19: Wellington cobra agilidade na produção nacional de vacinas

De acordo com o governador, existe a promessa de entrega de 3,8 milhões de doses em alguns dias e que quer ampliar esse número ainda mais, a partir de abril.
09/03/2021 11h30

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, se reuniu com representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e com o ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, no Rio de Janeiro, nessa segunda-feira (08).

Na oportunidade, foi discutida com a equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a possibilidade de acelerar a imunização da população brasileira contra a Covid-19.

  • Foto: AscomWellington Dias se reúne com representantes da Fiocruz e o ministro Eduardo Pazzuello.Wellington Dias se reúne com representantes da Fiocruz e o ministro Eduardo Pazzuello.

Wellington Dias, que também é coordenador do tema vacinas no Fórum dos Governadores do Brasil, cobrou uma posição sobre o atraso na entrega de doses dos imunizantes.

Segundo a Fiocruz, no mês de março 16,9 milhões de doses da vacina iriam ser entregues, mas foi apresentado ao Ministério da Saúde, no último sábado (6), um novo cronograma reduzindo o total para 3,8 milhões de doses.

De acordo com o governador, existe a promessa de entrega de 3,8 milhões de doses em alguns dias e que quer ampliar esse número ainda mais, a partir de abril. “Queremos ampliar ainda mais, a partir de abril, podendo chegar a produção de um milhão de doses por dia”, afirmou.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello comentou sobre os oito milhões de doses que ainda faltam receber da AstraZeneca. “Em janeiro, não foi entregue o quantitativo contratado de quinze milhões de IFA. AstraZeneca nos forneceu 15 milhões de doses prontas. Isso viria de um laboratório indiano e esse laboratório vem fazendo uma postergação. Só quatro milhões foram entregues. Essa negociação deverá ser feita por meio de um processo político da nossa parte junto à AstraZeneca para que o laboratório indiano compre as oito milhões de doses que faltam”, declarou.

Mais na Web