Coronavírus no Piauí

Covid-19: Wellington diz que teve redução na taxa de transmissão no Piauí

De acordo com o govenador, os pacientes com síndromes respiratórias graves que precisam de internação em leitos de UTI caíram de 550 para 60 casos.
02/07/2020 12h50 - atualizado

Nesta quinta-feira (02), o governador Wellington Dias realizou uma transmissão ao vivo por meio da redes sociais para a apresentação da 9ª rodada da pesquisa sorológica realizada pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem), e disse que as os índices de propagação da Covid-19 caíram no estado.

De acordo com o govenador, os pacientes com síndromes respiratórias graves que precisam de internação em leitos de UTI caíram de 550 para 60 casos, o que conforme Wellington é o resultado das ações realizadas pelo Estado no enfrentamento da pandemia, ressaltando que a expectativa é que esse número continue a cair.

“O número de paciente com doenças respiratórias agudas e graves que precisam de internação ela reduziu de mais ou menos 510, 550 casos em uma semana para aproximadamente 50, 60 na última semana. Essa semana estamos aí numa perspectiva de nova queda, já se aproximando do que foi o mesmo período no ano de 2019 [...] A redução na transmissibilidade. Lá atrás uma pessoa estava transmitindo para outras três”, disse o governador.

Wellington explica que com as medidas mais rígidas adotadas nesta semana, a meta que é a taxa de propagação da doença diminua ainda mais proporcionado que a doença seja controlada no estado e assim fazendo com que as etapas do PRO-Piauí sejam executadas.    

“De tudo que fizemos até agora nós temos grande possibilidade de com esse esforço, nesta quinta e sexta estão funcionando apenas algumas atividades essências, postos de combustíveis, supermercados, farmácias, panificadoras, áreas como saúde e segurança. Agora neste sábado e domingo queremos uma freada ainda maior para que a gente possa ter uma adesão maior”, comenta o governador.  

Com as metas alcançadas neste fim de semana, Wellington relata que o Governo poderá ter condições para apresentar na próxima segunda-feira (06), o mapa com o grau de risco das regiões de Saúde, e apresentar os protocolos específicos de retomada para setores como a construção civil, e assim por diante.

“Conforme está no decreto, possamos chegar na próxima segunda-feira, dia 06 de julho, com uma perceptiva de ter controlado o coronavírus, de ter controlado a transmissibilidade, reduzir para abaixo de 01, em condições da gente poder apresentar duas coisas: o mapa do risco, quais as regiões de Saúde que tem baixo, médio e alto risco; segundo, de podermos termos ali a condição, como fizemos agora com o protocolo geral divulgado, e agora os protocolos específicos para áreas como construção civil, ao mesmo tempo para a semana seguinte do dia 13, a área do comércio automotivo, e ter a definição de apresentar como será o procedimento para cada etapa”, disse Wellington. 

Mais na Web