Coronavírus no Piauí

Covid-19: Wellington e governadores discutem plano para compras de vacinas

Wellington destaca que o objetivo é garantir um protocolo brasileiro para que sejam elaboradas estratégias para a aplicação da vacina contra a Covid-19.
16/08/2020 09h08 - atualizado

O governador Wellington Dias e os demais governadores do país têm buscado estratégias para agilizar a aplicação das vacinas contra a Covid-19 junto ao Ministério da Saúde, Governo Federal e Congresso Nacional.

Segundo o Estado, Wellington Dias apresentou uma proposta, que foi aceita, para que na próxima semana seja realizada uma reunião entre governadores, municípios e Congresso Nacional com objetivo de tomar decisões com antecedência e organização em relação à aplicação das vacinas contra o novo coronavírus.

  • Foto: Divulgação/ Governo do PiauíGovernador Wellington DiasGovernador Wellington Dias (PT)

“Precisamos definir quem vai comprar as vacinas, como será a estratégia de aplicação, qual a ordem de prioridade, equipamentos, equipes, seringas e outros insumos. O Brasil vai trabalhar com as seis pesquisas mais avançadas ou vai fazer opção?”, questiona o governador.

De acordo com Wellington, no Consórcio Nordeste estão sendo realizadas ações para protocolar no Comitê Ético de Saúde e na ANVISA, pesquisas feitas nos EUA, China e Rússia e contatos com laboratório da Europa, mas afirma que cabe ao Governo Brasileiro organizar todo o processo de tomada de decisão.

Wellington destaca ainda que o objetivo é garantir um protocolo brasileiro para que sejam elaboradas estratégias para a aplicação da vacina contra a Covid-19, citando como exemplo o que ocorreu com a vacina da H1N1.

“Muitas pessoas vão correr atrás da vacina e tem que definir estratégia, a exemplo do que ocorre com H1N1, com integração de estados, municípios e Governo Federal e garantir que pessoas da área de saúde, com mais de 60 anos, com morbidade tenha uma regra para atendimento”, afirma o governador do Piauí.

Mais na Web