Coronavírus no Piauí

Covid: Mais de 2 mil estabelecimentos foram fiscalizados em Teresina

A gerente de Vigilância Sanitária da FMS destaca que as equipes fiscalizaram os locais onde os serviços são considerados essenciais, assim como os que não estavam autorizados funcionar.
01/03/2021 17h08 - atualizado

Durante esse fim de semana, a Vigilância Sanitária Municipal fiscalizou mais de dois mil estabelecimentos em Teresina na ação para verificar o cumprimento do decreto do Governo do Piauí para evitar a propagação da Covid-19 no estado.

Segundo a Fundação Municipal de Saúde (FMS), no sábado (27) e domingo (28) a Vigilância Sanitária realizou a notificação de 05 estabelecimento e 05 autos de infração foram lavrados por desobediência das medidas do decreto n⁰ 19.479, de 22/02/2021.

De acordo com a gerente de Vigilância Sanitária da FMS, Larisse Portela, as equipes fiscalizaram os locais onde os serviços são considerados essenciais, assim como os que não estavam autorizados a funcionar, e relata que grande parte desses estabelecimentos estavam seguindo as determinações.

  • Foto: Divulgação/Prefeitura de TeresinaVigilância Sanitária fiscalizou mais de 2 mil estabelecimentos em TeresinaVigilância Sanitária fiscalizou mais de 2 mil estabelecimentos em Teresina

“Observamos que a maioria dos estabelecimentos estavam cumprindo o decreto, mas alguns estavam insistindo em desobedecer”, comenta.

A gerente de Vigilância Sanitária da FMS destaca que dentre os locais que foram flagrados descumprindo as medidas estão lojas de materiais de construção, salões de beleza e barbearia, assim como o comércio de variedades e lojas de vestuário.

“À noite, identificamos apenas alguns trailers com atendimento presencial de clientes. Notificamos e esclarecemos sobre a necessidade de se utilizar apenas a modalidade delivery e drive-thru no final de semana”, relata a gerente.

Ainda segundo Larisse Portela, esse não é um momento para que as medidas de prevenção sejam relaxadas, e reforça que todos devem colaborar. “

“Agradecemos a contribuição de todos aqueles que estão colaborando com as normas sanitárias, e aproveitamos para alertar que burlar a lei é burlar a si mesmo, é ir ao encontro do vírus, e sem a parceria de toda a população em geral não será possível vencer a pandemia”, ressalta a gerente de Vigilância Sanitária da FMS.

Mais na Web