Polícia

Cresce registros de assaltos a postos de combustíveis em Teresina

Segundo o Sindipostos-PI, cerca de 80% dos postos da capital foram assaltados recentemente.
16/11/2021 13h33 - atualizado

Nos últimos dias, os assaltos aos postos de combustíveis de Teresina, tem aumentado e preocupado empresários e trabalhadores da categoria.

Em entrevista ao Viagora  na manhã desta terça-feira (16), o coordenador do Sindicato dos Postos Revendedores de Combustível do Estado do Piauí (Sindipostos-PI), Anorcil Andrade, disse que tem sido realizado encontros com membros da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) e discutido a insegurança nos postos.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraPosto de gasolinaPosto de gasolina

“Estamos fazendo ao longo do tempo diversos encontros com os membros da Secretaria de Segurança Pública do Estado e sempre alegando essa insegurança que existe não só nos postos, mas temos acompanhado isso em diversos setores”, disse.

Segundo Anorcil Andrade, os postos de combustível têm uma incidência maior a assaltos que outros setores por serem totalmente abertos e expostos por 24 horas, sem muros ou portões.

“Os postos têm uma incidência maior porque estamos abertos 24 horas, não temos muros ou portões. Então a consequência é estarmos mais expostos aos criminosos e consequentemente a probabilidade de termos assaltos mais frequentes é enorme”, afirmou.

O coordenador afirma que cerca de 80% dos postos de Teresina foram assaltados recentemente e que esse número tem aumentado.

“Eu não tenho uma estatística concreta, mas hoje dentro de Teresina mais de 80% dos postos já passaram por situações de assalto e tem aumentado”, pontuou.

De acordo com o coordenador do Sindipostos-PI, as forças policiais são presentes nesses estabelecimentos, porém não impedem muito que os assaltos aconteçam.

“A polícia tem presença sim, isso não podemos negar. Nos postos mais distantes, nas periferias por exemplo, a gente ver policiais com menos frequência, já nas regiões mais populosas é mais intenso, eles param e ficam um tempo, mas obviamente os criminosos não vão chegar quando eles estão lá”, declarou.

Crimes em postos de combustível em Teresina

No último dia 10 de novembro um frentista de 20 anos foi morto a tiros enquanto trabalhava em um posto de combustível, localizado na Avenida João XXIII, no bairro São João, zona Leste da capital.

Segundo a Polícia Militar, a vítima abastecia um veículo quando foi surpreendido por disparos de arma de fogo.

Outro crime registrado foi no último domingo (14), onde um policial militar foi baleado durante uma tentativa de assalto a um posto de combustível na Avenida Henry Wall de Carvalho, no bairro Tabuleta, zona Sul da capital.

Conforme a PM, o policial estava abastecendo seu veículo quando foi alvejado por suspeitos armados.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web