Política

"Devemos combater o vírus ao invés de fazer eleição", diz Ciro

O senador voltou a falar sobre o adiamento das eleições de 2020 em razão da pandemia. Ele pede para que os fundos eleitorais sejam aplicados na saúde.
01/04/2020 08h44 - atualizado

O senador Ciro Nogueira (Progressistas), voltou a falar sobre o adiamento das eleições municipais previstas para ocorrer este ano. Ciro defende o adiamento do pleito e pede para que os fundos eleitorais sejam aplicados na área da saúde, em razão da pandemia do coronavírus.

De acordo com o senador, os prazos eleitorais já estão todos comprometidos devido as limitações por conta do isolamento social e não teria como realizar a eleição com o curto prazo para as etapas que antecedem o evento político. Ele também destaca problemas com as filiações partidárias.

  • Foto: Pedro França/Agência SenadoSenador Ciro Nogueira.Senador Ciro Nogueira.

“Acho que o Piauí inteiro já sabe minha opinião sobre as eleições. Nós achamos que os prazos eleitorais já estão completamente comprometidos, porque não é só o dia da votação, tem a filiação, convenções partidárias, campanhas, enfim. Três países da América do Sul já adiaram as eleições então eu acho que isso é uma discussão que deve haver. O Progressistas entrou hoje com um pedido no Supremo Tribunal pedindo uma prorrogação por 30 dias do prazo de filiação, as pessoas não estão podendo se filiar porque os cartórios estão fechados.”, disse em vídeo à TV Cidade Verde.

Ciro Nogueira reforçou que defende que todo o valor que seria aplicado antes e na realização das eleições sejam totalmente voltados à área da saúde para ajudar no enfrentamento da pandemia de Covid-19 no estado do Piauí.

“Acho que é muito mais importante nós focarmos no combate ao vírus do que fazer essa eleição, até por conta dos recursos, nós pegaríamos o fundo eleitoral que é em torno de R$ 2 bilhões mais os R$ 2 bilhões que são gastos no dia da eleição para aplicar na saúde. Agora é uma discussão que está em andamento, nós presidentes de partidos ficamos de fazer uma avaliação no final do mês de abril”, concluiu.

Mais na Web