Piauí

Dr. Pessoa entrega títulos fundiários a moradores da zona Sudeste

De acordo com a prefeitura, as regularizações foram entregues à 44 moradores do Alto da Ressurreição e 34 do bairro Frei Damião.
26/08/2021 17h20 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (26), a Prefeitura de Teresina fez a entrega do documento de regularização fundiária para 44 moradores da região do Alto da Ressurreição e 34 para os do bairro Frei Damião, na zona Sudeste da capital. A solenidade foi realizada no Teatro João Paulo II, no bairro Dirceu Arcoverde.

Na ocasião, o prefeito Dr. Pessoa afirmou que o intuito da sua gestão é conseguir solucionar o impasse fundiário que atinge cerca de 35 mil teresinenses, que hoje não possuem qualquer direito sobre a área onde residem.

  • Foto: AscomDr. Pessoa entrega títulos fundiários a moradores da zona Sudeste de Teresina.Dr. Pessoa entrega títulos fundiários a moradores da zona Sudeste de Teresina.

"Só na região Sudeste iremos regularizar mais de mil propriedades. Temos um olhar mais objetivo para as pessoas mais vulneráveis, as mais simples. Esse é o nosso modelo administrativo, focado não apenas nas questões econômicas, do emprego e renda, da infraestrutura, mas principalmente, olhando para a execução das políticas públicas da área social", disse.

De acordo com a prefeitura, a meta é que até o final deste ano, metade da população nesta situação tenha em mãos o título que garanta a posse, de fato e de direito, de suas residências.

Ainda segundo a prefeitura, a ação corresponde à última etapa do processo de regularização fundiária do município, executada pela Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) da região em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh).

O vereador Zé Neto, superintendente da SAAD Sudeste explica que ainda há previsão de que outras 825 áreas sejam regularizadas até o mês de novembro. Os recursos deste projeto, estimados em mais de R$ 1 milhão, são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

"A importância dessa iniciativa é que as pessoas estejam com esse título de posse em mãos, dado pelo poder público municipal, elas irão ao cartório, que fará o registro definitivo do imóvel, no sentido de que ele será o dono de fato e de direito da propriedade. Com isso, poderão fazer algum empréstimo, empreender, negociar e morar com mais segurança social e jurídica", ressaltou.

Mais na Web