Política

Dr. Pessoa rebate declaração e diz que não está "no colo de Wellington"

De acordo com o médico, ele mantém uma pré-candidatura a prefeito “independente”, sem vínculo com governos.
28/08/2020 15h00 - atualizado

O pré-candidato à Prefeitura de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), disse em entrevista ao Viagora nesta sexta-feira (28), que é falsa a informação que ele estaria “no colo do governador” Wellington Dias, se referindo às eleições municipais deste ano.

De acordo com Dr. Pessoa, ele e Robert Rios (PSB), vice na chapa, são “independentes”. O pré-candidato comenta ainda que o apoio do ex-senador João Vicente Claudino (PTB) a Fábio Abreu (PL) seria um “investimento” de Wellington, e que se ele fosse o candidato do governador, também teria recebido apoio.

  • Foto: Lucas Klisman/ViagoraDr. Pessoa fala sobre o apoio do partido em pré-candidatura.Dr. Pessoa (MDB).

“Eu sou independente, eu sou um pré-candidato independente. Eu sou de oposição ao governador e ao esquema que está aí na prefeitura. Se eu fosse o candidato do governador, o João Vicente foi agora pro Fábio Abreu porque o governador investiu lá. Se eu fosse o pré-candidato do governador ele tinha me dado uma dessas daí. [...] Minha estrada é independente, não estou nem no Palácio de Karnak, nem no Palácio da Cidade, eu sou oposição. Estão tentando de toda forma me colocar no colo [do governador], não tem nada a ver”, explica.

Dr. Pessoa havia confirmado um encontro com Wellington na residência do governador, e afirmou quer foi a convite de Themístocles Filho (MDB). Na ocasião, Dr. Pessoa disse que não foi firmado nenhum acordo, mas não descarta o apoio de Wellington e de outros pré-candidatos em um segundo turno, ressaltando ser apenas uma possibilidade.

Mais na Web