Coronavírus no Piauí

Dr. Pessoa suspende cirurgias na rede privada de saúde por 15 dias

O prefeito de Teresina assinou decreto suspendendo as cirurgias eletivas, exceto para casos oncológicos, cardiológicos e neurológicos, na rede privada por 15 dias.
25/03/2021 12h12 - atualizado

Na terça-feira, 23 de março, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), assinou o Decreto nº 20.778, determinando a suspensão, pelo período de 15 dias, das cirurgias eletivas na rede privada de saúde do município.

Conforme o texto do decreto, estão permitidas as cirurgias eletivas apenas em casos de patologias oncológicas, cardiológicas e neurológicas.

  • Foto: Diário Oficial do MunicípioDecreto assinado pelo prefeito Dr. Pessoa suspendendo as cirurgias na rede privada.Decreto assinado pelo prefeito Dr. Pessoa suspendendo as cirurgias na rede privada.

Para adotar a medida, o prefeito considerou o agravamento da crise de saúde pública no Brasil, com reflexos diretos nos estados e municípios, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, necessitando a intensificação, a cada dia, de medidas que visem aumentar a capacidade de atendimento hospitalar, seja através de leitos clínicos ou de UTIs.

O gestor considerou ainda o posicionamento do Comitê de Operações Emergenciais (COE) de Teresina, que recomendou a imediata suspensão, em hospitais públicos e privados, das cirurgias eletivas.

Além da rede privada, Dr. Pessoa suspendeu anteriormente as cirurgias eletivas em hospitais da rede pública municipal.

Covid-19

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), em boletim epidemiológico divulgado na noite dessa quarta-feira (24), informou que os casos confirmados da Covid-19 chegaram a 70.488, enquanto os óbitos pela doença já somam 1.532.

Mais na Web