Piauí

Dudu relata descaso com Saúde e quer demissão de Sílvio Mendes da FMS

O vereador relatou que o presidente da Fundação Municipal de Saúde não quer dialogar com os médicos do município que realizaram greve.
JOSEFA GEOVANA
DE TERESINA
11/06/2018 15h07 - atualizado

O vereador Edilberto Borges, o Dudu, relatou que o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Silvio Mendes, mostrou desinteresse e se negou a dialogar com os médicos do município. Segundo Dudu, devido à falta de diálogo de Silvio, os servidores continuam realizando paralizações que prejudicam a saúde em Teresina.

  • Foto: Câmara Municipal de TeresinaEdilberto Borges, o DuduEdilberto Borges, o Dudu

Edilberto Borges, pediu a demissão de Silvio Mendes devido a suas atitudes e esclareceu que as reivindicações e denúncias da categoria foram apresentadas durante uma reunião realizada na Câmara Municipal de Teresina, na última quinta-feira (07). “Chamo atenção que está morrendo gente na cidade. Não podemos ficar omissos quanto a isso. Esse gestor tem que ser demitido para o bem do serviço público, para o bem da saúde pública”, disse Dudu.

Na sexta-feira (08), os médicos realizaram uma nova paralisação dos serviços. Dudu repudiou as ações de Silvio Mendes, de se negar a ouvir a classe e também disse que o prefeito Firmino Filho está “blindando” o presidente da FMS para que ele não dê esclarecimentos e as reivindicações não sejam atendidas.

  • Foto: Ascom/FMSSilvio MendesSilvio Mendes

“Está um verdadeiro caos na saúde. Na reunião com os médicos, percebemos que eles não querem discutir apenas a questão salarial, esse foi inclusive o último ponto discutido. O que eles reivindicam são as condições básicas de trabalho que é prejudicado pela falta de insumos e itens de importância para a saúde. Silvio Mendes se nega receber a classe e a base da Prefeitura na Câmara, rejeita qualquer tipo de requerimento solicitando audiências públicas para debater os impasses”, relatou Dudu.

O vereador disse que o Sindicato dos Médicos relatou que o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) está sem anticoagulante para hemodiálise e que pessoas estão morrendo. A mesa diretora da Câmara de Teresina informou que vai tomar medidas judiciais contra a gestão de Silvio Mendes na Saúde, acionando o Ministério Público Federal para que uma fiscalização seja realizada para conferir as condições de trabalhos dos servidores e outras reivindicações apresentadas pelos profissionais.

Outro lado

A FMS negou as acusações e informou que sempre recebeu o Sindicato dos Médicos todas as vezes que foi solicitado e que todas as demandas enviadas à FMS por meio de ofício foram respondidas e justificadas por escrito diretamente ao sindicato. O órgão relatou ainda que o Plano de Cargos, Carreira e Salários dos Médicos da FMS, foi elaborado com a aprovação do Sindicato dos Médicos e está sendo cumprido pela FMS.

Mais na Web