Polícia

Dupla é condenada a 21 anos de prisão pela morte de Frantiaiallo Gonçalves

A decisão foi dada em julgamento realizado na última segunda-feira (14), pelo juiz João Antônio Bittencourt Braga Neto, da 3ª Vara Criminal de Teresina.
18/06/2021 09h17 - atualizado

Na última segunda-feira (14), durante julgamento, o juiz João Antônio Bittencourt Braga Neto, da 3ª Vara Criminal de Teresina, condenou Samuel e Ednaldo, a 21 anos de prisão pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) contra o soldado da Polícia Militar do Maranhão, Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva, em agosto de 2020.

Segundo a denúncia apresentada, no dia 28 de agosto de 2020, Samuel, Ednaldo e Nilton juntamente com um adolescente, roubaram o celular de Frantiaiallo Gonçalves, que foi atingindo com um disparo de arma de fogo e morreu ainda no local. O crime ocorreu na Avenida João XXIII, em frente a Jelta Veículos, na zona Leste de Teresina.

  • Foto: DivulgaçãoO crime aconteceu na noite desta sexta-feira (28).Identificação do soldado

De acordo com a decisão do magistrado, foi determinado 20 anos de prisão pelo crime cometido e um ano de reclusão por corrupção de menores, totalizando 21 anos em regime fechado, além do pagamento de 10 dias-multa.

O juiz também determinou a cisão processual do participante Nilton. Foi mantida ainda a prisão dos condenados para garantia da ordem pública.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web