Política

Elmano diz que marco legal das ferrovias viabilizará Transnordestina

De acordo com o parlamentar, o modelo de autorização inserido no novo marco legal pode levar o Brasil a ganhar mais de 3 mil quilômetros de trilhos, ao longo de 11 ferrovias.
06/10/2021 12h53 - atualizado

O senador Elmano Férrer (Progressistas) acredita que o novo marco legal das ferrovias, aprovado nessa terça-feira (05), no Senado, abre caminho para viabilizar a construção do ramal da Transnordestina entre Curral Novo do Piauí e o Porto do Suape/PE.

De acordo com o parlamentar, o modelo de autorização inserido no novo marco legal pode levar o Brasil a ganhar mais de 3 mil quilômetros de trilhos, ao longo de 11 ferrovias, incluindo os trechos de Curral Novo a Suape. ‘’ Com as mudanças previstas no texto, vamos expandir o modal ferroviário, que é mais eficiente e barato, além de ter menor impacto ambiental’’, disse.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraSenador Elmano FérrerSenador Elmano Férrer

O senador do Progressista destaca ainda que, as ferrovias transportam 20% das cargas do país, mas, conforme o ministro de infraestrutura, Tarcísio Freitas, o novo marco legal vai criar condições para ampliar a participação do modal ferroviário, que pode chegar a 40% em 3035.

Segundo informações, a empresa Bemisa, que já atua na exploração de jazidas de minérios de ferro no estado, solicitou autorização para assumir a construção desse novo ramal, investindo R$ 5,7 bilhões nas obras.

Como parte do projeto que engloba o ramal da Transnordestina, a empresa pretende instalar um terminal de minério de ferro na Ilha de Cocaia, em Suape, e escoar, por meio da ferrovia, o minério produzido nas jazidas piauenses.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web