Política

"Em 2022 teremos uma composição grande de partidos", diz Júlio Arcoverde

De acordo com o deputado do Progressistas, mesmo o MDB e o PSD buscando indicar o vice na chapa do PT em 2022, ele não descarta ter o apoio desses partidos.
17/06/2021 14h34 - atualizado

O presidente estadual, deputado Júlio Arcoverde, falou ao Viagora sobre um possível apoio do MDB e PSD, que atualmente fazem parte da base do governo Wellington Dias, a candidatura ao Palácio de Karnak do senador Ciro Nogueira (Progressistas) nas eleições de 2022 e sobre as conversas com outros partidos.

De acordo com o deputado, até as convenções no próximo ano os partidos podem permanecer na base do governo, mas não descarta o apoio do MDB e do PSD, mesmo os partidos buscando indicar o vice na chapa do PT.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraDeputado Júlio ArcoverdeDeputado Júlio Arcoverde (Progressistas)

“A gente vai precisar desses partidos só em 2022 na convenção, por enquanto eles podem ficar no governo normalmente. Se eu dissesse que não queria nenhum, estaria fazendo uma contra política”, afirma o deputado.

Ainda segundo Júlio Arcoverde, a orientação nacional do Progressistas é que o partido não mantenha diálogos com o PCdoB, PSol e com o PT, mas tem liberdade para dialogar com os demais partidos, até mesmo os que estão na base da oposição.

“Como nosso presidente nacional diz, nós não temos conversa nem com o PCdoB, nem com o PSol, e nem com o PT, o resto todos a gente conversa, da base; e eu tenho certeza que em 2022 nós vamos ter uma composição muito grande de partidos que hoje fazem parte até da base do governo”, finaliza o deputado.

Mais na Web