Geral

Em assembléia geral realizada hoje a tarde professores da UFPI mantém a greve

No entendimento dos professores, não houve avanço nas negociações com o governo federal, uma vez que a reestruturação da carreira e as melhorias nas condições
    26/07/2012 18h47

    Em assembleia geral realizada na tarde desta quinta-feira, dia 26, os professores da Universidade Federal do Piauí (UFPI) rejeitaram a nova proposta do governo apresentada na última terça. Com a decisão, os docentes mantiveram a greve da categoria - que já dura 71 dias.

    No entendimento dos professores, não houve avanço nas negociações com o governo federal, uma vez que a reestruturação da carreira e as melhorias nas condições de trabalho não foram atendidas. Os campi de Bom Jesus, Parnaíba, Picos, Floriano e Teresina aprovaram por unanimidade a continuidade da paralisação.

    Durante a assembléia, o comando de greve local da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (ADUFPI), apresentou a avaliação da proposta do governo, destacando a similaridade com a proposta anteriormente rejeitada na assembleia do dia16. Segundo o presidente da ADUFPI, Mário Ângelo, o governo apenas reapresentou a mesma proposta com poucas modificações.

    "O único ponto diferente, de fato, da proposta anterior, é a criação de um grupo de trabalho que tem grandes e perigosas atribuições, como, por exemplo, estabelecer diretrizes para a avaliação de desempenho para fins de progressão, criação de critérios para promoções às classes da carreira de professor federal e promoção de professor titular a serem estabelecidos em regulamento, entre outros", ressaltou Mário Ângelo.

    Um ato público das categorias dos servidores federais em greve será realizado no próximo dia 31 de julho, na Praça Rio Branco, às 8 horas. O professor Geraldo Carvalho, foi escolhido como delegado para se integrar ao Comando Nacional de Greve em Brasília. A próxima assembleia geral foi marcada para o dia 6 de agosto, após a próxima reunião com o governo que acontecerá no dia 1º de agosto.

    Mais na Web