Polícia

Engenheira é morta com tiro após ultrapassagem no trânsito

Após realizar uma ultrapassagem, a engenheira agrônoma Júlia Barbosa e o namorado passaram a ser perseguidos por um homem conduzindo uma Hilux, pedindo que o casal parasse o carro.
  • DA REDAÇÃO
10/11/2019 12h35 - atualizado

Na madrugada desse sábado (9), a engenheira agrônoma Júlia Barbosa de Souza, de 28 anos, levou um tiro após realizar uma ultrapassagem no trânsito. O caso aconteceu em Sorriso, a quase 400 km de Cuiabá, no estado de Mato Grosso.

  • Foto: Arquivo PessoalJúlia Barbosa, 28 anosJúlia Barbosa.

Segundo informações repassadas pelo namorado de Júlia à Polícia Civil de Mato Grosso, por volta das 3h, ele e Júlia passavam em uma caminhonete pela Avenida Natalino Brescancin, quando ele ultrapassou um carro modelo Gol e uma caminhonete modelo Hilux na cor branca.

Após a ultrapassagem, o condutor da Hilux passou a perseguir o casal, pedindo que parassem o carro. A perseguição continuou até próximo ao Hospital 13 de Maio, quando o motorista da Hilux disparou contra a caminhonete que estava a vítima e o namorado. Júlia, que ficou ferida, foi socorrida em Unidade de Saúde, mas não resistiu e faleceu. O condutor da Hilux fugiu.

De acordo com o delegado Nilson Farias, foi solicitado os exames de perícia e de necropsia na vítima. A polícia continua na busca de imagens de câmeras de segurança nas vias públicas para identificar o autor do disparo. De acordo com seu perfil nas redes sociais, Júlia se formou em fevereiro de 2017 e morava em Cornélio Procópio, no Paraná.

Mais na Web