Política

Enzo Samuel nega expulsão e declara: “Sou militante do PCdoB”

O parlamentar comentou sobre a sua situação frente ao partido em entrevista ao portal Viagora.
12/02/2020 19h00 - atualizado

Nas últimas semanas, tem acontecido um impasse no diretório estadual do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). O impasse teve origem com a decisão do partido de apoiar o nome de Fábio Novo (PT) como pré-candidato à Prefeitura de Teresina, enquanto o único parlamentar do partido na Câmara Municipal, Enzo Samuel, teria optado por permanecer na base do atual prefeito Firmino Filho (PSDB).

Em entrevista ao Viagora, o vereador afirmou que apesar das recentes declarações de lideranças do PCdoB sobre sua possível saída, ele ainda permanece entre os nomes da sigla.

  • Foto: Luis Marcos/ViagoraEnzo SamuelVereador Enzo Samuel.

“Ainda hoje estou no PCdoB. Sou militante do PCdoB. Lógico que vem se aproximando o período de janela para a eleição 2020 e a política é muito dinâmica, a gente nunca pode falar sobre o amanhã. O que eu digo é que vamos analisar com calma, avaliar como vai ficar a nossa situação. O que temos definido é que queremos marchar com o candidato do nosso gestor Firmino Filho, mas no momento devido iremos tomar as decisões cabíveis”, declarou.

Sobre os convites de filiação advindos de outras legendas, especialmente do presidente estadual do Solidariedade, deputado Evaldo Gomes, Enzo Samuel diz que vê as  conversas com outras siglas como “política de boa vizinhança” e que nenhuma decisão será tomada sem a análise do cenário político.

“Nesse momento, a gente está analisando muito o cenário. [...] Quando se entra na Câmara Municipal, a gente está sempre dialogando, principalmente com outras siglas. Aqui são 29 vereadores que você vai mantendo diálogo, mantendo a política da boa vizinhança. Quer queira, quer não, você acaba recebendo convite de outras siglas e eu acho que isso faz parte da política, do processo democrático”, comentou.

Mais na Web