Piauí

Equatorial amplia Subestação Esperantina que beneficiará 18 cidades

De acordo com a Equatorial, essa ampliação visa aumentar a disponibilidade de energia elétrica e disponibilizará maior rapidez no retorno, caso tenha uma interrupção.
04/06/2021 10h48 - atualizado

A Equatorial Piauí está investindo em obras de ampliação da Subestação Esperantina que em ver levará diversos benefícios para a população de 18 municípios do estado.

Segundo o Líder de Obras de Alta Tensão da Equatorial Piauí, Luiz Lima de Sousa, a ampliação da subestação Esperantina visa aumentar a disponibilidade de energia elétrica além de disponibilizar maior rapidez no retorno da energia caso ocorra uma interrupção no fornecimento.

  • Foto: Equatorial PiauíSubestação Esperantina.Subestação Esperantina.

“Trata-se de uma obra de ampliação de potência na subestação Esperantina, ou seja, está sendo adicionado um transformador 138k/69kV com potência de 24/32/40 MVA. A iniciativa visa aumentar a disponibilidade de energia elétrica, melhorando os níveis de tensão e índices de confiabilidade, além de disponibilizar maior rapidez no retorno da energia caso ocorra uma interrupção no fornecimento. São pontos que vão contribuir de forma efetiva com a melhoria da qualidade de vida dos moradores da região”, afirmou.

De acordo com a distribuidora, ma obra foram investidos aproximadamente R$ 4,1 milhões e a ampliação de potência vai beneficiar 61 mil clientes dos municípios de Esperantina, Batalha, Morro do Chapéu do Piauí, Matias Olímpio, São João do Arraial, Campo Largo, Porto, Nossa Senhora dos Remédios, Luzilândia, Joca Marques, Madeiro, Joaquim Pires e Murici dos Portelas.

Ainda segundo a Equatorial, a ampliação da Subestação Esperantina para 138kV iniciou em setembro de 2020 e tem previsão de ser energizada no final de junho deste ano, representando importante reforço a longo prazo para o eixo das subestações Esperantina, Matias Olímpio e Luzilândia.         

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web