Piauí

Esquema de Ciro Nogueira com Comercial Carvalho liderou acessos em 2017

O foco foi a suposta distribuição de propina da JBS pelo parlamentar a integrantes do partido Progressistas por intermédio do supermercado.
  • VITOR FERNANDES
30/12/2017 17h42 - atualizado

O esquema da JBS envolvendo o Comercial Carvalho e o senador piauiense Ciro Nogueira chamou a atenção dos leitores do Viagoraem 2017. O foco foi a suposta distribuição de propina pelo parlamentar a integrantes do partido Progressistas por intermédio do supermercado.

O ex-diretor da JBS, Ricardo Saud, revelou em sua delação premiada com o Ministério Público Federal que a JBS repassou R$ 42 milhões ao PP, a pedido do senador Ciro Nogueira.

Uma planilha da JBS mostra que Ciro recebeu pouco mais de R$ 2,8 milhões de propina da JBS em 2014, através do Comercial Carvalho. O valor entregue a Ciro teria sido retirado de um caixa formado pela JBS com propina devida ao PT, por negócios feitos com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O empresário Joesley Batista mandava pagar o PT e seus aliados a cada ordem do então Ministro da Fazenda, Guido Mantega, na campanha de 2014. Como Ciro Nogueira era aliado do Partido dos Trabalhadores, ele teria recebido desse caixa ilegal. 

  • Foto: Divulgação, Agência SenadoJoesley e Ciro aparecem conversando em áudioJoesley e Ciro aparecem conversando em áudio

Esses valores dados ao PT seriam pela ajuda dada na expansão da JBS, oriundos de dinheiro separados por Joesley em contas nos Estados Unidos. O esquema com o Comercial Carvalho aconteceu como ocorria com os demais clientes no varejo espalhados por todo o Brasil. A JBS tinha esses valores em dinheiro vivo e os pagamentos eram resolvidos com uma ligação.  

Demilton, o funcionário que controlava o fluxo de propina na JBS, entrava em contato com o cliente e pedia que separasse um valor. Os empresários e políticos mandavam buscar os valores e teria sido assim com Ciro Nogueira.

Inquérito contra Ciro e a recompensa oferecida por ele

Ciro Nogueira foi citado no inquérito da “farra das passagens aéreas” junto com mais cinco deputados federais piauienses. As citações foram feitas pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, na petição feita ao Supremo Tribuna l Federal, que indiciava desvio de dinheiro de 2007 a 2009 de passagens áreas para terceiros, sem qualquer vínculo com a atividade parlamentar.

O senador também apareceu em áudio prometendo recompensar os pagamentos que seriam feitos por Joesley Batista. Ciro justifica, na gravação, que a recompensa seria por causa da ajuda que recebeu em eleição.

Mais políticos do Piauí envolvidos com a JBS

Ricardo Saud também relatou em sua delação que distribuiu propina a mais de 1800 candidatos de 28 partidos políticos nas eleições de 2014, a exemplo da deputada Iracema Portella e mais 18 políticos dos Piauí.

Átila Lira na mira da Justiça Federal

O deputado federal Átila Lira, ex-secretário de Educação, teve os bens bloqueados pela Justiça Federal, por causa de supostas irregularidades em convênio celebrado entre a Seduc e o Ministério da Educação ao custo de mais de R$ 19 milhões.

Casos policiais em destaque

Um homem do Maranhão ganhou repercussão na imprensa por agredir a sua mãe, idosa, e teve o vídeo da agressão bastante compartilhado na internet. Roberto Elísio Coutinho de Freitas, foi preso um dia depois da divulgação do vídeo.

Outro caso que ganhou grande visibilidade foi o de Camilla Abreu. A jovem estudante de Direito foi assassinada pelo então namorado, capitão Alisson, e jogada no mato no povoado Mucuim. Desde que a informação da morte foi confirmada pela Delegacia de Homicídios de Teresina, a população aguardava ansiosa a apresentação de Alisson na Delegacia.

Na área policial ocorreu também a notícia sobre o Cabo Valdir Mendonça. Ele estava lotado do 5º Batalhão de Polícia Militar de Teresina e foi morto a tiros por assaltantes na Avenida Jóquei Clube, zona leste da capital. O militar chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. 

As bondades de Firmino Filho a empresários

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, concedeu através de Decreto o benefício de isenção do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) para todas as empresas contidas no Teresina Shopping, cujo dono é João Claudino Fernandes, o maior empresário do estado.

Firmino Filho virou réu na 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca de Teresina por supostamente beneficiar outro empresário em indenizações de terras. A denúncia apontou irregularidades no processo de desapropriação de uma área de 20 hectares, que fica localizada na avenida Prefeito Wall Ferraz, Vila Palitolândia, no bairro Angelim, zona sul da capital. A área pertencia ao empresário Junior da Luauto.

Silas Freire expulso do PR

O deputado federal Silas Freire não cumpriu as ordens do PR de votar a favor da PEC 241, que criou o teto para os gastos públicos, e criou desavenças com o partido. Em retaliação, o Partido da República expulsou oficialmente o deputado da sigla. Silas Freire se filiou posteriormente ao PODEMOS.

Condenação do dono da Dimensão Distribuidora

O empresário Jadyel Silva Alencar, dono da Dimensão Distribuidora de Medicamentos, foi condenado pela Justiça Federal no Piauí, por compra e venda de soro fisiológico roubado da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi). Também foram condenados Jefferson Eudes e Uiramilton Cunha, por participação no esquema. Em seus depoimentos os réus não negaram o ocorrido, mas negaram a má fé. O empresário Jadyel Silva confirmou a compra dos soros, mas alegou que não sabia que o produto tinha venda proibida. 

Compra de votos em Matias Olímpio

O prefeito de Matias Olímpio, Edisio Alves Maia, conhecido como Fogoió, estaria beneficiando a família do vice-prefeito, Geno, pelos votos dados na última eleição. Em áudios, Sabino, irmão de Geno, cobra a Fogoió o pagamento de R$ 300 reais que não teria sido pago no mês. Na gravação também é relatado a tentativa de beneficiar a esposa de Sabino com um cargo na Secretaria de Saúde da cidade.

População de olho em salário de R$ 9 mil

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) lançou edital de concurso público com 35 vagas para o cargo de médico anestesiologista. O vencimento do cargo oferecido é de R$ 9.235,50.

Desaparecimento de jovens deixa família desesperada

Duas adolescentes identificadas como Lívia Sousa Ribeiro Araújo e Maria Vitória, desapareceram e foram encontradas uma semana depois no estado do Maranhão. A avó das garotas disse que elas estavam em busca de um aventura.

Contratação de advogado por R$ 96 mil

O advogado Igor Martins, que já foi preso por fraudes em licitações, foi contratado pelo prefeito do município de Demerval Lobão, Júnior Carvalho (PMDB), para prestar serviços de assessoria jurídica no município pelo valor de R$ 96 mil. O advogado seria pago com recursos do orçamento geral do município.

Mais na Web