Piauí

Estudante piauiense é selecionado para Programa Parlamento Jovem

Haziel criou um projeto de lei que trata da necessidade do incentivo à ciência em escolas públicas de Ensino Médio.
21/09/2020 08h42 - atualizado

Dois estudantes do Piauí foram escolhidos para participar do Parlamento Jovem Brasileiro 2020, entre eles o Haziel de Oliveira Soares, que tem 17 anos e está no 3° ano do Ensino Médio no CETI João Henrique de Almeida.

O objetivo do programa desenvolvido pela Câmara dos Deputados do Brasil é aumentar o engajamento dos estudantes nos processos democráticos através da participação de uma simulação das atividades da Câmara dos Deputados.

Haziel vai representar o Piauí com seu projeto de lei que trata da necessidade do incentivo à ciência em escolas públicas de Ensino Médio. O adolescente participará da jornada de simulação parlamentar em Brasília (DF), que deve ocorrer de 11 a 14 de maio de 2021.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíHaziel foi escolhido para representar o PI no Parlamento Jovem Brasileiro 2020Haziel foi escolhido para representar o PI no Parlamento Jovem Brasileiro 2020

Para participar do PJB, é preciso que os estudantes do ensino médio elaboram um projeto de lei com alternativas possíveis para resolver problemas em suas comunidades. A seleção é feita pelas Secretarias de Educação de cada estado e pela Câmara dos Deputados. Ao todo foram selecionados 78 adolescentes cursando o ensino médio.

O estudante diz que, para o processo seletivo, o aluno deve escolher uma entre três preposições legislativas: Projeto de Lei, Proposta de Emenda à Constituição e Projeto de Lei Complementar. O texto, segundo ele, deve ser original e também relevante dentro da técnica legislativa.

Haziel conta que a ideia surgiu a partir da vivência em escola pública. “Eu sempre estudei em escola pública e, a partir dessa experiência, eu percebi que o incentivo à ciência é geralmente baseado apenas no conhecimento teórico adquirido durante as aulas. Diante disso, eu pensei nesse projeto como uma solução para esse problema. Então o objetivo é introduzir conhecimentos práticos científicos na grade curricular de escolas públicas de Ensino Médio, através da realização de feiras científicas anuais e ofertas de bolsas de estudos para cursos de curta duração”, afirma o aluno.

O trabalho foi orientado pela professora de Língua Portuguesa, Ana Maria. Para desenvolver o projeto foram realizados encontros semanais durante dois meses.

A diretora do CETI João Henrique, Djanira Alencar, destaca que a experiência da escrita do projeto é importante, pois incentiva o protagonismo dos estudantes. “A elaboração do texto faz com que eles se atentem à realidade em que vivem. A preocupação com a aplicabilidade da lei também é indispensável, fomentando neles os valores democráticos e a necessidade do debate perante a sociedade”, afirma.

Com a experiência do PJB, Haziel espera contribuir para a participação dos jovens na política. “Quero entender como funciona o parlamento. Creio que essa seja a melhor forma de melhorar o poder legislativo, contribuir para o debate político e, por consequência, mudar nossa sociedade”, finalizou.

Mais na Web