Piauí

Estudantes da UFPI cobram retorno de estágios na área da saúde

Os alunos dos cursos de Enfermagem, Nutrição, Medicina Veterinária e Farmácia divulgaram uma nota de repúdio contra a situação de “descaso” da instituição para com os estudantes.
30/09/2020 18h20 - atualizado

Os alunos dos cursos de Enfermagem, Nutrição, Medicina Veterinária e Farmácia dos campi de Floriano, Picos e Teresina da Universidade Federal do Piauí (UFPI) divulgaram uma nota de repúdio contra a situação de “descaso” da instituição para com os estudantes.

Na nota, os alunos questionam a ausência de medidas para retomada das atividades acadêmicas, em especial para alunos concludentes. O texto menciona o fato de que muitos centros, alguns com situação epidemiológica da Covid-19 pior que a do Piauí, já retomaram suas atividades, enquanto a UFPI ainda não divulgou um plano de retomada.

“Há sim formas e meios de implementar um estágio seguro produtivo e adequado. Coloquemos a UFPI em seu real lugar: como modelo a ser seguido! Temos sim condições de fazer mais, de contribuir mais que doando bens de consumo e materiais. Voltemos a liderar as ações sociais, nas parcerias organizacionais, prestação de serviços e, sobretudo, na escolha dos cidadãos de bem, que veem esta universidade como proativa”, cita a nota.

Os alunos argumentam que, como estudantes da área da saúde, têm ciência da atual situação frente à pandemia do coronavírus e que suas atividades de estágio são, além de uma atividade de ensino, uma “tarefa indispensável à comunidade, à saúde”.

“Nesse ponto, nos entristece saber que a casa ao qual dedicamos os últimos anos, diuturnamente, tem tardado a ser resolutiva para nossas vidas e para a comunidade. Muitos centros, que inclusive localizam-se em regiões em situação epidemiológica bem pior que a nossa, que tem situação social muito melhor, há muito retomaram suas atividades de ensino. Inclusive, apesar do estágio ser, indubitavelmente, uma atividade de ensino, em nossa área é, também, uma essencial tarefa indispensável à comunidade, à saúde”, menciona o texto.

Os estudantes destacam ainda que já foram publicados decretos estaduais que permitem o retorno dos estágios, estabelecendo protocolos de segurança a serem seguidos, além de um programa do governo federal, intitulado “O Brasil conta comigo”.

“Aliás, já há decretos estaduais que aprovam a volta dos estágios, inclusive com protocolos a serem seguidos; além do programa, “O Brasil conta comigo”, que é fruto do governo federal, a qual essa mesma instituição por acaso faz parte? Então, por que razão essa ociosidade tão notável por parte da instituição? Será que não está faltando um pouco de empatia? Ou vocês acham justo ficarmos 7 meses entre quatro paredes sem nenhuma perspectiva de vida profissional? Diante do exposto, repudiamos o descaso que a Universidade Federal do Piauí tem demonstrado para conosco, corroborado por total apatia”, afirma a nota.

Ao final, os estudantes cobram uma solução eficaz e imediata por parte da administração da UFPI para o retorno das atividades de estágio em todos os campi da instituição.

Outro lado

Viagora tentou contato com a Universidade Federal do Piauí (UFPI) para falar sobre o assunto, mas, até o fechamento da matéria, não obteve retorno.

Mais na Web