Piauí

Exército Brasileiro doa terreno para a Prefeitura de Teresina

Segundo o gestor, a área de aproximadamente sete hectares, que fica no bairro Morada Nova, zona Sul da capital, será usada para construção de importantes empreendimentos.
02/03/2021 14h18 - atualizado

O Exército Brasileiro doou dois terrenos para a Prefeitura de Teresina, localizados no bairro Morada Nova, zona Sul da capital.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, visitou os terrenos de aproximadamente sete hectares, na manhã desta terça-feira (02). Segundo ele, a área deve ser usada para construção de importantes empreendimentos.

“Os oficiais nos mostraram e estou muito feliz com essa mão amiga do Exército. Usaremos com bastante maestria e objetividade para servir mais ainda ao povo teresinense, piauiense e brasileiro. A área pode abrigar o Hospital da Mulher e do Idoso, entre outras coisas. O espaço é enorme e dá para fazer muita coisa”, disse o gestor.

  • Foto: AscomPrefeito Dr. Pessoa em visita aos terrenos doados pelo Exército.Prefeito Dr. Pessoa em visita aos terrenos doados pelo Exército.

Uma comitiva de militares liderada pelo tenente-coronel Paulo Ricardo Borges de Aguiar, comandante do 25° Batalhão de Caçadores (25º BC), e do tenente-coronel Marcelo Florentino Borlina, comandante do 2° Batalhão de Engenharia de Construção (2° BEC), acompanhou o prefeito durante a visita.

O tenente-coronel Paulo Ricardo Borges frisou a importância da parceria entre o Exército e a prefeitura. “Nossa missão é perpetuar e mantê-la. Nesse contexto, foi verificado, anos atrás, que esses terrenos nos dias de hoje não têm uma utilidade para gente, que ficou responsável pela manutenção do patrimônio. Em contrapartida, com a intenção de devolver essa área para União, percebemos uma oportunidade para a Prefeitura”, destacou Borges.

  • Foto: AscomDr. Pessoa em visita ao 25° Batalhão de Caçadores do Exército.Dr. Pessoa em visita ao 25° Batalhão de Caçadores do Exército.

De acordo com a prefeitura, a cessão gratuita da área, sem qualquer tipo de ônus para o órgão, aguarda a conclusão dos trâmites legais no Ministério da Economia, que é responsável pela gestão do patrimônio da União.

Mais na Web