Piauí

FAERPI nega irregularidades e diz ser credenciada pelo MEC

Segundo representação feita no MPF, a faculdade não teria autorização para fornecimento de um curso superior à distância.
14/05/2018 19h54 - atualizado

O diretor geral da Faculdade Entre Rios (FAERPI), Eylanison do Vale, enviou nota ao portal Viagoranesta segunda-feira (14) negando qualquer irregularidade com a instituição.

Uma Portaria publicada no mês passado no Ministério Público Federal divulgava o início de uma apuração sobre a autorização de um curso superior à distância pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo representação feita no MPF, a faculdade não teria autorização para fornecimento da formação.

Na nota, a faculdade diz que ainda não foi notificada sobre o caso, mas reiterou que não há nenhuma ilegalidade sendo praticada. A FAERPI afirmou que seus cursos são devidamente autorizados pelo MEC e que está regularmente credenciada.

Confira a nota de resposta na íntegra:

Nota institucional

Quanto à informação oriunda da redação do portal viagora.com.br, a FAERPI – Faculdade Entre Rios do Piauí, afirmamos que até a presente data não houve foi recebida qualquer notificação, ofício ou intimação sobre o procedimento preparatório ou sobre o inquérito civil instaurado, bem como não há qualquer omissão ou ilegalidade praticada pela faculdade. Informa ainda que não se opõe ao poder de investigar do MPF, sendo parte da democracia e seus atos são realmente necessários à ordem social. 

Urge ainda ressaltar que nenhuma busca por informações desta natureza foi dirigida à IES e que não há nenhuma ação civil com este escopo em desfavor da FAERPI. 

A IES preza pela boa prestação de serviços à sociedade e recebeu as visitas do Ministério da Educação em seus atos de recredenciamento institucional nos moldes previstos pelo MEC. Os seus cursos são devidamente autorizados e a instituição é regularmente credenciada. 

Fica à disposição para eventuais dúvidas ou solicitações através do e-mail iesfaerpi@gmail.com.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web