Geral

Falecimento de professora causa transtorno em Avelino Lopes

O prefeito Dióstenes Alves decretou luto de dois dias, mas não permitiu que familiares, seu esposo e filho que são servidores municipais, e amigos fossem liberados para prestarem a última homenagem.
  • DA REDAÇÃO
29/05/2019 16h00 - atualizado

Faleceu na tarde de terça feira (28) em Teresina, a Sra. Horanice Ribeiro Lopes que era servidora municipal de Avelino Lopes. Ela atuou na educação como professora e antes do seu problema de saúde, atuava na área da saúde como técnica de enfermagem. Horanice vinha há alguns meses enfrentando sérios problemas de saúde e fazendo tratamento em Teresina.

Costumeiramente quando morre alguém que fez um trabalho relevante no município, é decretado luto (feriado) pelo prefeito de Avelino Lopes como ocorreu no caso da ex-professora de Curimatá (Hortência) há alguns dias.

No caso de Horanice, o prefeito Dióstenes Alves decretou luto de dois dias, 28 e 29, mas não permitiu que familiares, seu esposo e filho que são servidores municipais, e amigos fossem liberados para prestarem a última homenagem a Horanice que foi sepultada as 8:00 hs da quarta-feira em Avelino Lopes. No dia do velório, teve expediente normal em todas as escolas da rede municipal.

Comenta-se na cidade que o prefeito não liberou a participação dos funcionários por questões políticas. Isso se deve ao fato de Horanice ter trabalhado em uma clínica de um desafeto político do prefeito. Por isso ele decretou apenas o luto simbólico. Infelizmente as perseguições políticas nas cidades do interior fazem algumas pessoas se apequenarem.

Mais na Web