Saúde

Farmácia do Povo flexibiliza primeiro acesso ao hidroxicloroquina

Não será mais necessário a avaliação de um especialista. A prescrição pode ser feita por um clinico geral, afirma o gerente Jean Batista.
  • DA REDAÇÃO
30/04/2020 16h20 - atualizado

A Farmácia do Povo irá facilitar acesso ao medicamento Hidroxicloroquina depois da grande procura do medicamento na rede privada após a divulgação que ele pode ajudar no tratamento da Covid-19.

O medicamento é necessário para dar garantia na continuidade do tratamento de pessoas vítimas de doenças como lúpus e artrite. Agora, segundo as novas regras, um médico clínico pode prescrever a receita, não somente um especialista.

O gerente Jean Batista explicou que as novas regras são temporárias e excepcionais. “Para ter acesso ao medicamento, flexibilizamos em relação a validade dos exames, exigimos exames estritamente necessários, mas agora não precisa mais uma avaliação de um especialista. Será um processo mais simples”, afirma ele.

O gerente declarou também que as recomendações atende o Ministério da Saúde, em conformidade aos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas, de cada patologia.   

As novas regras são conforme a Nota Técnica nº2/20.   

Confira as características da flexibilização:

- Não será exigida especialidade médica específica do médico solicitante;

- É obrigatória a apresentação de receita de controle especial em duas vias;  

- Para pacientes com a impossibilidade da apresentação de avaliação oftalmológica para uso do medicamento (realizado nos últimos 12 meses) será aceita a abertura do processo mediante relatório médico comprovando esta impossibilidade, sendo obrigatório a apresentação do referido exame na primeira renovação trimestral;

- Quando os exames estiverem com a data de validade estipulada, estes poderão ser anexados no processo de solicitação, independente da data, desde que tenham sido utilizados no diagnóstico da doença, ou os mais recentes.

Mais na Web