Coronavírus no Piauí

Firmino defende lockdown para reabrir comércio em julho em Teresina

Nesta quarta-feira (24) o prefeito apresentou a 10ª etapa da Pesquisa de Investigação Sorológica em Teresina e defendeu a adoção do lockdown para a reabertura do comércio.
24/06/2020 15h30 - atualizado

Na manhã desta quarta-feira (24), o prefeito Firmino Filho realizou uma videoconferência na qual apresentou os dados da 10ª etapa da Pesquisa de Investigação Sorológica na capital e defendeu a adoção do lockdown para que as atividades possivelmente sejam retomadas em julho.

O prefeito Firmino Filho disse que a proposta de adotar um lockdown em Teresina por mais dias, foi apresentada ao governador Wellington Dias, para o Ministério Público e empresários da capital. Na avaliação do prefeito, a adoção desta medida ira contribuir para que taxas de propagação da doença diminuam.

“Daqui a duas ou três semanas, se intensificarmos o isolamento, com compromisso de todos, reduziremos as taxas. São três meses de esforço já feito, estamos perto do final. Através do lockdown de três a quatro dias, gradativamente poderemos retomar as atividades [...] O governador ficou de conversar com a Justiça e Assembleia. O retorno será gradual, mas não baseado em expectativas, mas em realidade. A retomada tem que se partilhada entre as instituições. Não podemos tomar uma decisão isolada porque estamos todos juntos nessa empreitada. Mas é preciso fazer um pacto”, disse o prefeito.

Reabertura do comércio

A Prefeitura de Teresina apresentou sete critérios para que as atividades econômicas sejam liberadas de forma gradual, e segundo o prefeito Firmino Filho, quatro dos sete critérios ainda não foram cumpridos.

“Ainda precisamos evoluir em critérios como aumentar as vagas de UTI, baixar a hospitalização e baixar o número de óbitos. Esses são critérios que nos preocupam muito, principalmente, no que diz respeito aos números de UTI”, explicou o prefeito.

Com base nos dados do último levantamento, Teresina possui quase 80% dos leitos de UTIs ocupados, e a expectativa é que esta ocupação fique em torno de 70% e 50% para que as atividades sejam retomadas.

Pandemia em Teresina

A 10ª etapa da Pesquisa de Investigação Sorológica constatou que cerca de 156.623 teresinenses estejam infectados pela Covid-19, o que representar que 18,11% da população esteja contaminada. O prefeito explicou que com base nas pesquisas, os especialistas acreditam que o pico da pandemia na capital deve ocorrer no mês de julho.

“Os dados mostram que estamos muito próximos do pico ou que já estamos nele. Com novos dados poderemos confirmar essa previsão. O setor de matemática da Universidade Federal do Piauí previa o pico para 10 de junho”, explicou o prefeito.

Atualmente, Teresina registra 6.305 casos confirmados da doença e 300 óbitos devido a infecção pelo novo coronavírus, segundo dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS) divulgados na noite nessa terça-feira (23).

Mais na Web