Piauí

FMS realiza ação contra hepatites virais na Penitenciária Irmão Guido

De acordo com a coordenadora de IST/Aids e Hepatites Virais da FMS, Alana Niege, o objetivo da ação é levar serviços de saúde à população cativa no presídio.
23/07/2018 16h12 - atualizado

Seguindo as campanhas do Julho Amarelo, mês de conscientização e combate às hepatites virais, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) promoverá nesta terça-feira (24), uma manhã de prevenção da Penitenciária Irmão Guido.

Uma equipe composta por sete profissionais de saúde da Coordenação de IST/Aids e Hepatites Virais da FMS estará na penitenciária das 8h30min às 12h30min, realizando aconselhamento e testes rápidos de hepatites B e C, HIV e sífilis, assim como diagnóstico e conduta terapêutica, além da distribuição de material educativo. A estimativa é de que 50 usuários sejam atendidos.

De acordo com a coordenadora de IST/Aids e Hepatites Virais da FMS, Alana Niege, o objetivo da ação é levar serviços de saúde à população cativa no presídio. "Queremos mostrar a superação das dificuldades impostas pelo próprio confinamento, que dificulta o acesso às ações e serviços de saúde de forma integral e efetiva", conta.

Hepatites virais são doenças provocadas por diferentes vírus e que apresentam características distintas de acordo com o tipo (A, B, C, D e E). Elas possuem distribuição universal e existem diferenças territoriais na ocorrência e magnitude destas doenças.

Em 2010, foi instituído pela Organização Mundial da Saúde o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, a ser comemorado em 28 de Julho. Seguindo a determinação, o “Julho Amarelo” foi pensado pelo Ministério da Saúde como uma forma conscientização sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento das Hepatites Virais.

As hepatites tipo A e B podem ser prevenidas por vacinação. Existe cura para hepatite tipo C e tratamento para a tipo B. Até o momento, não há vacina para o tipo C.

Mais na Web