Piauí

Frota de veículos em Teresina aumentou de 20 a 30 mil em um ano

A capital passa atualmente por uma série de intervenções para organizar e dar mais fluidez ao trânsito.
  • DA REDAÇÃO
16/09/2019 17h15

A frota de veículos em Teresina aumentou de 20 a 30 mil novos automóveis somente em um ano. Os dados são de um levantamento feito pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

De acordo com a Strans, o aumento foi registrado no período de 2018 à 2019 e com o engajamento da frota foi preciso investir em sinalizações para organizar o trânsito na capital. “Com o aumento da frota de veículos nós temos que encontrar maneiras de melhorar o trânsito e diminuir o número de acidentes. As vias de maior fluxo estão suscetíveis a terem mais problemas, por isso, é necessário proibir o estacionamento nelas. O condutor que estaciona ou para o seu veículo nestas vias, força o motorista que vem logo atrás a mudar de faixa. Isso pode ocasionar uma colisão e até mesmo gerar pequenos congestionamentos”, explica o diretor da Strans, José Falcão.

Atualmente Teresina passa por uma série de intervenções na organização do trânsito, algumas vias passaram a ter ligações com outras e para isso foi investido em novas sinalizações, semáforos também foram implantados para auxiliar e trazer mais segurança aos pedestres. O coordenador de acidentes da Strans, Torquato Neto, afirma que mesmo sabendo das penalidades muitos motoristas estacionam veículos em locais destinados a ambulâncias desconfigurando os acordos de conduta pré-estabelecidos. “Recebemos muitas solicitações de hospitais, pois as pessoas colocam seus veículos nos locais destinados as ambulâncias. Isso gera transtorno para os profissionais e pacientes. Os comerciantes também sofrem com esse problema, quando os condutores estacionam no local de carga e descarga. Isso atrasa o trabalho deles e atrapalha o trânsito”, comenta.

Ele alerta, ainda, sobre as penalidades envolvendo esse tipo de infração de trânsito. “Muitas pessoas ainda insistem em estacionar o veículo em vagas para idosos e para as pessoas com deficiência, são infrações gravíssimas que podem chegar à R$ 293,47. Pedimos também a conscientização da população para não parar ao lado das rampas de acessibilidade”, finaliza.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web