Piauí

Funcionários do Banco do Brasil fazem nova paralisação em Teresina

A direção do banco prevê o fechamento de centenas de agências, postos de atendimento e escritórios, além da demissão de 5 mil funcionários.
29/01/2021 12h57 - atualizado

Os funcionários do Banco do Brasil estão realizando uma paralisação, nesta sexta-feira (29), contra o pacote de reestruturação que a direção do banco pretende aplicar. O que prevê o fechamento de centenas de agências, postos de atendimento e escritórios, além da demissão de 5 mil funcionários.

Segundo o Sindicato dos Bancários do Piauí, todas as agências do estado paralisaram, principalmente os caixas, que é a principal função que está sendo ameaçada de extinção.

  • Foto: Ascom/Sindicato dos Bancários-PIFuncionários do Banco do Brasil fazem paralização.Funcionários do Banco do Brasil fazem paralização.

Os planos também preveem a desativação de 112 agências no Brasil, a conversão de 243 agências em postos de atendimento, entre outros pontos, o que não foi discutido com os funcionários e seus representantes. A reação à reestruturação vem crescendo desde o seu anúncio, no dia 11 de janeiro. 

No último dia 21 de janeiro, houve um Dia Nacional de Luta contra a Reestruturação, que mobilizou funcionários em todo o Brasil. Foram realizadas reuniões nas agências e escritórios, distribuição de uma carta aberta à população, colagem de cartazes e um protesto nas redes sociais com a hashtag #MeuBBvalemais.

Lucros

Segundo o coordenador nacional da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga, para a direção do BB, a demissão de milhares de funcionários e o desmonte do banco é feito para ampliar os lucros aos acionistas. Na segunda-feira (25), a direção do banco anunciou sua distribuição de dividendos em 2021, em documento enviado ao mercado. De acordo com o documento, o percentual do lucro pago aos acionistas (payout) será de 40%. Sobre o resultado de 2020, o banco aprovou um payout de 35,29%.

Mais na Web