Polícia

Gaeco faz operação e cumpre mandados em Teresina e Elesbão Veloso

A operação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (14), pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado.
14/05/2021 08h00 - atualizado

Na manhã desta sexta-feira (14), o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado do Piauí deflagrou a Operação “CNPJ Premiado”, com a finalidade de cumprir 13 mandados de busca e apreensão nos municípios de Teresina e Elesbão Veloso.

De acordo com o Gaeco, as investigações tiveram início no ano de 2020 e apura crimes contra a administração pública envolvendo agentes políticos. A Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal também participaram da operação.

  • Foto: GAECOGAECO realiza Operação CNPJ Premiado em  Elesbão Veloso e Teresina.GAECO realiza Operação CNPJ Premiado em Elesbão Veloso e Teresina.

Segundo o MPPI, o objetivo é fazer cessar a atuação de uma organização criminosa investigada por desvio de recursos públicos em Elesbão Veloso e outros municípios piauienses, envolvendo serviços de coleta de lixo, locações de veículos e obras.

O MPPI apurou que foram criadas pessoas jurídicas de fachada, onde as empresas receberam recursos públicos de vários municípios, em contratos que ainda estão em vigor. O valor estimado passa de R$ 10 milhões.

  • Foto: GAECOAs investigações tiveram início no ano de 2020.Operação CNPJ Premiado.

Ainda de acordo com o MPPI, está sendo investigado pagamento de propina a servidores públicos ligados à gestão municipal de Elesbão Veloso e pagamentos suspeitos realizados a parentes do ex-prefeito Ronaldo Barbosa, além de lavagem de dinheiro com uso de laranjas.

Mais na Web