Piauí

Galeria do Mocambinho causa transtornos e acidentes há vários anos

O último acidente registrado no local ocorreu no fim do mês de janeiro, quando um motorista, ao tentar desviar de uma moto, perdeu o controle do carro e acabou caindo dentro da galeria.
16/02/2021 17h36 - atualizado

Uma galeria localizada no bairro Mocambinho, na zona Norte de Teresina, há vários anos causa transtornos à população da região. A galeria corta mais de um quilometro da Avenida Freitas Netos, principal via de acesso ao bairro, e por ser à céu aberto, vários acidentes já foram registrados.

O último acidente registrado no local ocorreu no fim do mês de janeiro, quando um motorista, ao tentar desviar de uma motocicleta, perdeu o controle do carro e acabou caindo dentro da galeria. Em novembro de 2020 mais um acidente foi registado, desta vez, um caminhão caiu dentro do canal. Os moradores afirmam que acidentes ocorrem com frequência pela falta de proteção.

“Desde que eu fui criado aqui, no Mocambinho, acontecem vários acidentes, vários carros já caíram aqui. Inclusive, dois carros da minha loja já caíram. Questão de chuva, transborda, e fica esse perigo à céu aberto aqui pra gente que é morador”, afirma o comerciante Dyerson Tavares.

Já o morador Fernando Henrique, que tem um comercio em frente à galeria, relara que já ocorreram vários acidentes, e além dos perigos de acidentes, a questão de doenças também preocupa quem mora próximo do canal.

“Durante as chuvas fortes ela chega a transbordar. Tem muitos acidentes de carro, já houveram vários acidentes, pra mais de 50 acidentes. E a gente vive aqui nesses transfono, com essa galeria, que pode causar doenças, e demais situações difíceis pra quem mora aqui”, relata.

Para acabar com os transtornos, a Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro/Norte, deu início a uma obra de urbanização e melhoria da galeria. O projeto tem recursos totais de aproximadamente R$ 3 milhões, e a proposta é cobrir o canal com lajes, construção de ciclofaixas e a urbanização do canteiro central, que irá possibilitar a criação de uma área de passeio para pedestres. Segundo a SDU Centro/Norte, a previsão é que a obra seja concluída no segundo semestre deste ano.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web