Piauí

Gerente pede alimentos para internos de presídio de Bom Jesus

Em oficío encaminhado ao secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira Valente, o gerente Ronnald Alves relata que a penitenciária está “sem fornecimento de gêneros alimentícios”.
27/02/2019 12h15 - atualizado

O gerente da Penitenciária Regional Dom Abel Alonso Núnez, Ronnald Alves Tenório de Oliveira, encaminhou ofício ao secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira Valente, relatando a situação de superlotação do local e a falta de alimentos aos internos do presídio, localizado na cidade de Bom Jesus.

No ofício de Nº14/2019, datado de 25 de fevereiro, o gerente relata ao secretário que a penitenciária está “sem fornecimento de gêneros alimentícios, dentre eles, carne, frango e demais frios, e mais ainda, de alimentos não perecíveis”.

Ronnald Alves ainda informa no ofício que o problema se agrava devido à superlotação do presídio e disse haver uma maior preocupação com a possibilidade dos internos causarem uma rebelião devido à falta de comida.

O gerente pede a Daniel Oliveira que tome as devidas providências quanto ao fato. “Atualmente estamos com uma lotação de 130 internos, dos quais superam nossa capacidade física que é de 76 internos em regime fechado. Informamos também que isso pode interferir nas nossas atividades diárias, pois a falta de alimentação pode gerar tumulto nos pavilhões”, informa Ronnald.

Outro lado

O Viagora tentou entrar em contato com o secretário Daniel Oliveira, mas, até o fechamento desta matéria, ele não foi localizado. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

Mais na Web