Piauí

Governadores do Nordeste declaram apoio a Haddad no segundo turno

Uma reunião foi realizada nessa terça-feira (09) na cidade de São Paulo.
JOSEFA GEOVANA
DE TERESINA
10/10/2018 10h00 - atualizado

Durante uma reunião ocorrida nessa terça-feira (09) em São Paulo, governadores nordestinos eleitos e reeleitos no primeiro turno das eleições de 2018 declararam apoio ao candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT), que vai enfrentar Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno.

Declararam total apoio a Haddad na reunião o governador Wellington Dias (PT) do Piauí, Camilo Santana (PT) do Ceará, Rui Costa (PT) da Bahia, e Flávio Dino (PC do B) do Maranhão. Também esteve presente na reunião a senadora e presidente do Partido dos Trabalhadores Gleisi Hoffmann.

  • Foto: DivulgaçãoReunião

Wellington Dias declarou que foram discutidas questões relacionadas a saúde, segurança, geração de emprego e renda, além da retomada de obras que estão paralisadas e que são importantes para o país como a construção de escolas, hospitais e também a respeito do abastecimento de água. Pontos que tratam sobre geração de receita e combate à sonegação e modernização da cobrança da dívida ativa pela União também foram tratados entre o candidato e os governadores.

“Na área de segurança, tratamos sobre o Fundo Nacional de Segurança e para que o Governo Federal tenha uma área específica para um Sistema Único Nacional de Segurança, assim como o Sistema Único de Saúde, trabalhando em parceria com estados e municípios, para o controle de armas, a proteção de divisas e o crime organizado” comentou o governador piauiense.

Dias relatou que apoia Fernando Haddad porque ele é a melhor opção para a o país, pois segundo ele é mais preparado, tem formação e experiência após passar pela gestão da cidade de São Paulo. “Ele é alguém que seguramente é o melhor para o Brasil, por que ele é do diálogo, da paz, sabe a importância do respeito, a importância da família, estando casado há 30 anos com a mesma mulher, não é envolvido em escândalos, teve uma formação religiosa e respeita as mais diferentes religiões e igrejas, e sabe administrar”, disse Dias.

Haddad também recebeu o apoio do governador Ricardo Coutinho (PSB) da Paraíba, e de Paulo Câmara (PSB) de Pernambuco.

Mais na Web