Piauí

Governo do Piauí lança programa de alfabetização na próxima segunda

Conforme a Seduc, o projeto tem investimentos de R$ 75 milhões e visa apoiar os municípios na alfabetização de crianças até os 7 anos de idade matriculadas na rede pública de ensino.
21/05/2021 18h08 - atualizado

Na próxima segunda-feira (24), a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) irá realizar a solenidade de lançamento do “PRO Alfabetização na Idade Certa”, projeto que tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino e dos resultados de aprendizagem dos estudantes no Piauí.

Segundo o Governo do Estado, a iniciativa será realizada em regime de colaboração com os municípios e por isso conta com o apoio da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-PI). Durante a cerimônia, Governo e prefeituras assinarão o termo de adesão definindo competências, responsabilidades e pactuando metas do “PRO Alfabetização na Idade Certa”.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíGoverno do Piauí lança programa de alfabetização na próxima segundaGoverno do Piauí lança programa de alfabetização na próxima segunda

Conforme a Seduc, o projeto tem investimentos de R$ 75 milhões e visa apoiar os 224 municípios piauienses na alfabetização de todas as crianças até os 7 anos de idade matriculadas na rede pública de ensino.  A expectativa é beneficiar mais de 200 mil crianças nas escolas públicas de Ensino Fundamental.

Ainda segundo a Secretaria de Estado da Educação, para a gestão do “PRO Alfabetização”, o Governo do Piauí vai ofertar bolsas para os coordenadores do programa nos municípios e nas gerências regionais. Além disso, as cidades que aderirem vão selecionar dois profissionais para serem formadores, sendo um para a pré-escola e outro para os 1º e 2º anos. Os formadores serão capacitados para realizar as ações com os professores da rede municipal.

De acordo com o Estado, o “PRO Alfabetização” prevê que as crianças do 2º ano do Ensino Fundamental sejam avaliadas sobre seus conhecimentos de Português e Matemática por meio do Sistema de Avaliação Educacional do Piauí (Saepi), verificando, inclusive, à questão da fluência leitora dos alunos. A partir desse resultado, o Governo vai premiar com até R$ 80 mil as 150 melhores escolas do ranking e com até R$ 40 mil, as 150 que estiverem com indicadores menores, para que as unidades invistam em programas pedagógicos e, assim, possam melhorar o desempenho

Mais na Web