Piauí

Governo do Piauí não irá decretar ponto facultativo na segunda

A decisão se deve a um pedido do Sindilojas, que alega que caso os dias sejam facultados podem se transformar em feriados prolongados, resultando em queda nas vendas.
03/09/2021 17h30 - atualizado

O Governo do Piauí ao atender o pleito do Sindicato dos Lojistas do Piauí (Sindilojas), decidiu não decretar ponto facultativo na próxima segunda-feira (06), véspera do feriado nacional da Independência do Brasil.

O Sindilojas havia solicitado através de ofício, ainda no mês de agosto, ao Governo que não fosse decretado ponto facultativo nas vésperas ou após os feriados da Independência do Brasil (7/09), Dia de Nossa Senhora Aparecida (12/10) e Nossa Senhora da Conceição (8/12).

Segundo o Sindicato, para os lojistas, as datas podem se transformar em feriados prolongados, caso seja decretado ponto facultativo, estimulando os teresinenses a viajarem e consequentemente resultando em queda nas vendas locais no setor já bastante comprometido pelas medidas restritivas em decorrência da pandemia da Covid-19.

Mais na Web